Gazeta Digital

Fiscais da Vigilância Sanitária são presos cobrando propina de R$ 100

Divulgação

Divulgação

Dois fiscais da Vigilância Sanitária de Várzea Grande foram presos na manhã desta terça-feira (19) após cobrar propina de um comerciante, no bairro Cohab Canelas, no município. A dupla estaria cobrando R$ 100 da vítima.


De acordo com informações da Guarda Municipal, uma denúncia foi realizada pelo número 190, de que fiscais estariam extorquindo um comerciante. A dupla teria ido até o local em um Fiat Uno branco.


Conforme o comandante da Guarda, Evandro Homero, os policiais seguiram para o endereço com duas viaturas, no entanto, encontraram um dos fiscais próximo ao Posto Canário, na Cohab Nova Várzea Grande.

 

Leia também - Deputado alerta para ocupação total de UTIs por covid-19 em junho


“Interrogamos um deles, porque ele já tinha deixado o outro na residência. Indagamos que houve denuncia de que estavam pegando propina. Ele disse ‘não sou eu, quem pega é o outro’. Diante da situação, conduzimos os dois”, relata o comandante.


Os fiscais cobraram R$ 100 do comerciante. Além disso, eles estavam de serviço pela manhã, mas não bateram ponto na Vigilância Sanitária e foram direto para o comércio, de crachá e colete.


Segundo a assessoria da prefeitura de Várzea Grande, o secretário de Saúde tomou ciência da ocorrência e afastou os servidores. Um Processo Administrativo (PAD) também foi aberto para apurar a conduta dos dois fiscais.


Fora a propina, os policiais também verificaram que o carro estava com a documentação atrasada desde 2016.


Fonte: Gazeta Digital

Visite o website: https://www.gazetadigital.com.br