Gazeta Digital

Mauro cobra Emanuel para abrir leitos de UTI em Cuiabá

Christiano Antonucci | Secom-MT

Christiano Antonucci | Secom-MT

O governador Mauro Mendes (DEM) afirmou nesta terça-feira (19) que mais importante que olhar os dados de avanço do novo coronavírus em Mato Grosso é preciso olhar para as taxas de leitos disponíveis para atendimento da população. Mauro desafiou o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), a usar os recursos da saúde para abrir novos leitos em Cuiabá, para que a cidade volte a normalidade, com os cuidados necessários. 

 

A guerra entre Mauro e Emanuel estava parada desde o início da pandemia do novo coronavírus. Os dois chegaram a ensaiar uma retomada nas conversas para o enfrentamento da covid-19. Entretanto, o trabalho em conjunto não foi para frente e cada um segue tocando suas ações para o combate à pandemia. 

 

Leia também - Mesmo com 8 casos da covid-19, AL não para os trabalhos 

 

O governador disse que segue a recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre o número de leitos disponíveis e a continuidade da rotina de trabalho. "É isso que a OMS fala 'você tem que ter leitos para atender à sua população' o governo de Mato Grosso está fazendo a sua parte, se a União e a prefeitura de Cuiabá, que é a referência, também fizer a mesma coisa nós estaríamos tranquilos", disso.

 

Mauro disse que sua gestão abriu 120 leitos de UTI no estado para atender, neste momento, pacientes com a covid-19, enquanto a Prefeitura de Cuiabá não abriu novos leitos de UTI na capital. "Basta eles abriram um leito novo em Cuiabá", disse. 

 

 


Fonte: Gazeta Digital

Visite o website: https://www.gazetadigital.com.br