Gazeta Digital

Emanuel responde Mauro e diz que prefeitura preparou 55 UTIs e 170 enfermarias

Reprodução/Facebook

Reprodução/Facebook

Após reunião com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB) disse que a cidade se preparou para atender aos casos de covid-19, casa haja um agravamento da doença na Capital. Segundo o emedebista, 55 leitos de UTI e 170 de enfermaria estão separados para atender pacientes com covid-19. Nesta quarta (19), o governador Mauro Mendes (DEM) disse que a cidade não havia aberto novos leitos na rede SUS.

“Nós apresentamos toda uma estrutura de assistência e tratamento da área da Saúde. Hoje o hospital referência da covid-19, que é o antigo pronto socorro de Cuiabá, está preparado, montado, 100% equipado para atender os casos confirmados e mais graves da doença. 55 leitos de UTIs e 170 leitos de enfermaria, para tratar, cuidar e salvar vidas. Graças a deus baixíssima taxa de ocupação. Espero que continue assim”, destacou o prefeito ao final da reunião.

 

Leia também - Mauro cobra Emanuel para abrir leitos de UTI em Cuiabá

 

O prefeito disse que é lamentável a postura do governador Mauro Mendes de não reconhecer a existência dos leitos implantados em Cuiabá. “É lamentável ouvir e ver um ato leviano do governador do Estado, dizendo que não sabia da existência desses leitos. É muita irresponsabilidade. Mas o meu embate não é com o governador, não é contra autoridades política. O meu embate é a favor do povo e o combate ao novo coronavírus”, respondeu ao governador Mauro Mendes.

 

O emedebista disse que Cuiabá vai avançar no combate à pandemia com testes em massa e com barreiras sanitárias. “Já determinamos a nossa equipe técnica do Comitê de enfrentamento e prevenção a covid-19 a elaborar um projeto e submeter a minha avaliação da criação de postos de triagem em Cuiabá. Esses postos de triagem, conhecido popularmente de barreiras sanitárias, associados a testagem em massa poderão ser um método eficiente de cuidar com mais eficiência das vidas das pessoas”, destacou.

 

Nas redes sociais o prefeito disse que o hospital de referência para covid-19 é antigo pronto-socorro, que segue de portas fechadas e só recebe pacientes com encaminhamento. O hospital recebeu uma pequena reforma para atender os pacientes.  

 

Também na redes sociais Emanuel diz que a UPA Verdão será aberta apenas para atendimento da covid-19, caso haja um esgotamento das outras unidades de saúde da Capital.


Fonte: Gazeta Digital

Visite o website: https://www.gazetadigital.com.br