Gazeta Digital

No centro de Cuiab√°, CAT acumula lixo, fezes e √°gua parada

Luiz Leite

Luiz Leite

Luiz Leite

Praça Rachid Jaudy

 

Inaugurado em 12 de abril de 2007, o Centro de Atendimento ao Turista (CAT), localizado na praça Rachid Jaudy, em Cuiabá, desempenhou papel fundamental de apoio e orientação ao turista que chegava na Capital. Sua atuação foi reforçada em 2014, quando passou por revitalização para atender o público que viria assistir aos jogos da Copa do Mundo. Hoje, o local serve apenas de abrigo para pessoas em situação de rua, acumula lixo, fezes e água parada.

 

Toda a estrutura está deteriorada. Antes, a água que escorria sobre o telhado transparente formando uma espécie de painel de água que agraciava a vista de quem descia a avenida Isaac Póvoas. Agora, apenas o espelho d'água aos pés desse telhado acumula água e sujeira. E quem desde a avenida vê, em meio à vegetação da praça, um local caindo aos pedaços.

 

Leia também - Estudantes da UFMT denunciam descaso com a repatriação

 

De perto, o cheiro é insuportável, pois parte do CAT tem sido usada de forma improvisada como banheiro. O reservatório de água está com a tampa aberta e dentro é possível ver várias larvas semelhantes às do mosquito da dengue. O forro de PVC está despencando e os painéis de vidros instalados na fachada foram retirados, causando risco para quem se aventura a subir no andar superior.

 

Luiz Leite

Praça Rachid Jaudy

 

Na sala onde de fato funcionava o CAT há restos de marmitas, roupas, calçados, fósforos e até mesmo uma embalagem de preservativo aberta. Em meio à estrutura de sustentação do forro, que já está à vista porque algumas placas caíram ou estão penduradas, há cobertas embrulhadas. No chão, placas de papelão. Pelo que se nota, o local é usado como dormitório.

 

No meio do cenário de abandono, chama a atenção um banner fixado em uma das paredes, resquício do período em que o CAT esteve ativo, com a seguinte frase: "Jamais seremos um povo livre enquanto tivermos um só brasileiro analfabeto, um único compatriota desempregado, uma única criança passando fome das ruas ou favelas".

 

A frase é de Dante de Oliveira (1952 - 2006), ex-governador de Mato Grosso. Foi dita por ele durante militância no período das “Diretas Já”, considerado o maior movimento popular do Brasil entre 1983 e 1984, ocasião em que ficou conhecido nacionalmente como o “Homem das Diretas Já”.

 

Luiz Leite

Praça Rachid Jaudy

 

Outro lado

Por meio de nota, a Prefeitura de Cuiabá informou que a estrutura está dentro do planejamento do município do programa de revitalizações, ainda para este ano. "Somente no Centro Histórico 11 espaços tradicionais de Cuiabá já foram revitalizados. São os casos das praças: Alberto Novis, Senhor dos Passos, Caetano Albuquerque, da Mandioca, Alencastro, Ipiranga, Maria Taquara, Bispo Dom José, Escadaria do Beco Alto, Bispo Dom José, Oito de Abril e Clóvis Cardoso", diz a nota.

 

A prefeitura explica que, por conta da pandemia da covid-19, este trabalho está temporariamente suspenso e a previsão é de que o programa seja retomado após o município ter controlado o avanço do contágio da covid-19.


Fonte: Gazeta Digital

Visite o website: https://www.gazetadigital.com.br