Gazeta Digital

Em live, Emanuel declara que Gilberto não tem dignidade

Reprodução

Reprodução

Emanuel Pinheiro, prefeito de Cuiabá, fez duras críticas ao secretário estadual de Saúde Gilberto Figueiredo na manhã desta sexta-feira (29), em coletiva de imprensa virtual transmitida em seu perfil no Facebook. Ao ser questionado sobre uma fala do secretário que taxou sua postura de "irresponsável", Emanuel classificou Gilberto como um homem sem dignidade.

 

"Se ele tivesse dignidade, ele teria entregado o cargo, mas não tem. Está no poder pelo poder. É mais um candidato anunciado à Prefeitura de Cuiabá. Precisa inventar fatos inexistentes, mentirosos, para poder se aparecer perante à sociedade e conseguir ter um destaque para colocar seu nome à candidatura à prefeitura. Quer ser candidato, secretário? Seja. Apresente propostas e idéias. Tenha postura de homem, de firmeza, de dignidade. Pare de atacar por atacar", disse o gestor.

 

Leia também - Estado denuncia prefeitura por receber R$ 41 mi e excluir leitos

 

Emanuel seguiu dizendo que tanto o secretário Gilberto quanto o governador Mauro Mendes podem ser enquadrados na lei de contravenção penal, pois, segundo o gestor, ambos "mentem". "Vocês estão causando terror e pânico na população com coisa gravíssima, com coisa séria. Tumultuando, gerando pânico num momento grave. O que se espera de uma autoridade de saúde pública? Equilíbrio. Postura".

 

Governo x Prefeitura

Nesta manhã, a Procuradoria Geral do Estado protocolou uma denúncia no Ministério Público Estadual contra a Prefeitura de Cuiabá para que se apure supostos atos ilícitos realizados com os R$ 41 milhões recebidos pelo município para o combate ao coronavírus. Na representação, a PGE relatou que até o dia 25 de maio deste ano, a Prefeitura de Cuiabá já recebeu R$ 41,4 milhões do Governo Federal para o combate ao coronavírus. Porém, não há nenhuma informação sobre a destinação que tem sido dada a estes valores.  


Fonte: Gazeta Digital

Visite o website: https://www.gazetadigital.com.br