Gazeta Digital

PolĂ­cia mata dois suspeitos de explodir caixas eletrĂ´nicos no interior

PMMT

PMMT

A Polícia Militar matou dois suspeitos de integrar a quadrilha que explodiu dois caixas eletrônicos de uma agência bancária em Guiratinga (328 km ao Sul de Cuiabá), na madrugada de segunda-feira (1). As mortes ocorreram na quarta-feira (3), após cerco policial em uma região de mata na zona rural do município de São José do Povo (262 km ao Sul). Em 3 dias de ação policial, outros 6 suspeitos foram presos.

 

Segundo o boletim dessa ocorrência, após a explosão na agência as equipes de Força Tática permaneceram em diligências ininterruptas para a prisão dos suspeitos. “Após a explosão do caixa, os criminosos em fuga foram interceptados pela Polícia Militar e fugiram a pé para região rural de São José do Povo. Com base nas informações da direção da fuga dos criminosos, foi montado cerco policial com bloqueios nas vias de acesso e buscas nas regiões de mata”.

 

Leia também - Polícia prende suspeito e apreende dinheiro manchado em explosão de caixa eletrônico

 

Conforme a PM, as diligências foram encerradas na quarta (3) e resultaram na prisão de 6 indivíduos integrantes da quadrilha. Com base nas informações relatadas pelos suspeitos presos, de que restavam dois criminosos armados no interior da mata e estes não tinham intenção de se entregar para polícia, as equipes de força tática continuaram as buscas no sentido de realizar a prisão.

 

Seguindo diversos vestígios na região de mata, como pegadas e materiais abandonados pelos fugitivos, foi possível reduzir o perímetro de busca a uma região de mata fechada às margens da estrada que liga o vilarejo de Nova Bandeirantes até a cidade de São José do Povo. “Com técnicas de patrulhamento rural de progressão no terreno, durante a incursão na mata, a equipe foi surpreendida por diversos disparos de arma de fogo realizados por homens que estavam escondidos na vegetação. Imediatamente os policiais reagiram a injusta agressão, sendo que os policiais  realizaram diversos disparos até que fosse cessada a ação dos criminosos”, descreve o boletim de ocorrência.

 

Neste momento, a polícia conta que constatou que dois indivíduos haviam sido atingidos pelos disparos, sendo que um dos suspeitos, usuário de tornozeleira eletrônica do sistema prisional, estava portando uma pistola calibre 9 mm, com numeração raspada, que foi utilizada para atentar contra a vida da equipe policial.

 

Tendo em vista tratar-se de local ermo, que não tem em suas proximidades serviço médico para atendimento de ferimentos graves, os suspeitos feridos foram encaminhados pela equipe policial até o Hospital Regional de Rondonópolis. Na unidade de saúde, o médico de plantão constatou o óbito dos dois indivíduos.

 

Uma vez no hospital regional, foi informado para agência regional de inteligência o número da tornozeleira eletrônica utilizada por um dos suspeitos e, a partir disso, foi possível identificá-lo como Márcio Almeida Lima, que possui diversos registros criminais pelos crimes de furto de caixa eletrônico, furto a residência, estelionato e receptação. Não foi possível identificar o outro indivíduo em óbito.

 

A ação policial contou com o apoio de policiais militares de Guiratinga, Rondonópolis, do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) e do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer). Os procedimentos preliminares de Polícia Judiciária Militar foram tomados pelo 1° Tenente da PM, que apreendeu as armas utilizadas pelos policiais miliares na ação. Foi também apreendida as pistolas usadas pelos criminosos.

 

Relembre

Na madrugada da segunda (1), criminosos explodiram dois caixas eletrônicos de uma agência bancária em Guiratinga (328 km ao Sul de Cuiabá). Naquele mesmo dia, um homem foi preso após confessar que estava dando apoio aos suspeitos. Segundo informações da Polícia Militar, os suspeitos explodiram os caixas eletrônicos de uma agência bancária e policiais flagraram a fuga dos bandidos e cercaram a região. No entanto, eles conseguiram fugir. A PM fez buscas em Guiratinga, São José do Povo e Rondonópolis, onde localizaram o primeiro suspeito.


Fonte: Gazeta Digital

Visite o website: https://www.gazetadigital.com.br