Gazeta Digital

Bandidos acusados de executar dois homens são presos

PJC-MT

PJC-MT

Dois bandidos acusados de matar dois homens em 2019, na região do Coxipó, em Cuiabá foram presos nesta quarta-feira (10), durante operação para cumprir 13 mandados judiciais, sendo 6 de prisão e 7 de busca e apreensão domiciliar.

 

Os mandados foram cumprindo em operação conuunta da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) e da Gerência de Operações Especiais (GOE), na região do bairro Tijucal em Cuiabá.

 

A operação, coordenada pelos delegados Fausto Freitas e Marcel Oliveira, foi desencadeada com base em investigações da DHPP tendo como alvo pessoas suspeitas de envolvimento em dois casos de homicídios, ocorridos nos meses de outubro e dezembro de 2019.

 

Leia também - Mulher encontra irmã morta, seminua e com marcas de sangue em casa

 

Entre os casos investigados está o homicídio de Luciano Conceição Moraes de Oliveira, conhecido como “Pafonso”, ocorrido no dia 17 de dezembro de 2019, no bairro Recando do Sol, em Cuiabá. Na ocasião, os criminosos armaram uma emboscada para a vítima que foi alvejada com disparos de arma de fogo.

 

O outro crime investigado aconteceu no dia 18 de outubro, no bairro Parque Atalaia, na Capital, tendo como vítima Elder Ribeiro de Oliveira, o “Papo”. Segundo as investigações, dois suspeitos armados invadiram uma festa e executaram a vítima.

 

Com base nas investigações da DHPP, foi possível identificar pessoas suspeitas de envolvimento nos crimes, sendo representado por 6 mandados de prisão e 7 de busca e apreensão domiciliar contra os investigados. A operação para cumprimento dos mandados foi realizada nesta quarta-feira (10) pelos policiais da DHPP e do GOE.

 

Durante cumprimento das ordens judiciais em uma das residências, foram localizados 47 porções de cocaína. Diante da situação, o suspeito teve a ordem de prisão cumprida e também foi autuado em flagrante por tráfico de drogas.

 

Após os trabalhos, os suspeitos foram conduzidos para a DHPP onde foram interrogados pelos dois delegados que coordenaram a operação e posteriormente encaminhados para o presídio do Capão Grande, ficando à disposição da Justiça. (Com informações da assessoria)


Fonte: Gazeta Digital

Visite o website: https://www.gazetadigital.com.br