Gazeta Digital

São Benedito tem apenas duas vagas de UTI para covid-19

Chico Ferreira

Chico Ferreira

Em apenas 11 dias de funcionamento, o hospital São Benedito tem apenas dois leitos de unidade de terapia intensiva (UTI) para pacientes com covid-19. A informação foi confirmada pelo prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) e correspondem à ocupação até domingo (21).

 

Em 11 de junho foram disponibilizadas 40 vagas de UTI para pacientes com coronavírus, em apoio ao hospital de referência, localizado no antigo Pronto-Socorro, que tem 55 leitos de UTI exclusivos para a doença, sendo 40 para adultos e 14 para crianças e adolescentes.

 

Na unidade de referência, segundo o prefeito, também existe sobrecarga, com 8 vagas de UTi disponíveis para adultos e 14 para pediatria. "As vagas de UTIs são poucas, mas ainda existem. Hoje a sobrecarga, quase 60% do interior e 40% da capital. mas um sistema é único, é universal".

 

Leia também - Com mais 30 óbitos, número de vítimas da covid-19 sobe para 423 em MT

 

Emanuel diz que o aumento da ocupação dos leitos de UTIs, que já passa de 82%, é sinal de preocupação. Ele também afirmou que o que causa o aumento da contaminação na capital, serima as "horas de lazer" da população. "Já detectamos isso. São as horas de lazer, que você descontrai, que você aproxima, toca, tem contato, tira a máscara, esses momentos que propiciam um melhor ambiente de propagação".

 

Emanuel Pinheiro também anunciou que pretende abrir mais 20 leitos de UTIs no hospital referência para tratamento da Covid. A previsão é que os leitos já estejam disponíveis nesta semana.

 

Medidas no interior

Sobre a sobrecarga dos hospitais da capital com o aumento da transferência de pacientes do interior, o prefeito afirmou que o governo do Estado já visa abrir leitos de UTIs no interior, e que isso amenizará o sistema de saúde da capital.  

 

"O governo já está criando novos leitos de UTIs no interior. Então os pólos funcionando, você cria uma rede de proteção a população e evita a sobrecarga em Cuiabá. Cuiabá é uma referência para o Estado. É natural essa migração. Havendo esses leitos no interior, estou conversando com a bancada federal e eles vão ajudar o governo do Estado, que está criando esses leitos. Cuiabá desafogará", enfatizou.


Fonte: Gazeta Digital

Visite o website: https://www.gazetadigital.com.br