Gazeta Digital

MT pode chegar a 74 mil casos e 2,7 mil mortes por covid em 1ยบ de agosto

Pixabay

Pixabay

Médico sanitarista, o deputado estadual Lúdio Cabral (PT) apresentou novas projeções para o avanço da covid-19 em Mato Grosso. Segundo ele, Mato Grosso terá mais de 74 mil casos de covid e cerca de 2,7 mil mortes até 1º de agosto, caso não seja reduzida a velocidade da pandemia.

 

De acordo com Lúdio, somente o isolamento social rigoroso pode reduzir a velocidade da pandemia e evitar agravamento da situação no estado.

 

Lúdio destacou também a necessidade de organizar o sistema de saúde, definindo o papel de cada ente e colocando a rede de atenção básica para monitorar os casos de covid e fazer o tratamento na fase inicial da doença.

 

Leia também - MPF denuncia Waldir Teis por tentar esconder cheques

 

“A taxa de crescimento da pandemia em Mato Grosso é de 4,9% por dia, de acordo com os dados da última semana epidemiológica. A taxa de incidência da doença está 36% maior que a do país. Há uns 20 dias, nossa curva se descolou da curva nacional e está se distanciando. No domingo, estávamos no dia 101 da pandemia no estado, com 4,2 mil casos por milhão de habitantes, e o Brasil, que estava no dia 125, tinha uma taxa de 3 mil casos por milhão”, analisou o deputado.

 

“É possível poupar mais de mil vidas e evitar 35 mil casos se conseguirmos reduzir a taxa de crescimento diário de 4,9% para 2,9%. O governador, os prefeitos e representantes das instituições precisam se reunir, remotamente, para discutir medidas que auxiliem na redução de casos e de mortes causadas pela pandemia”, alertou Lúdio, por meio da assessoria.

 

As principais medidas defendidas por Lúdio para combate à pandemia foram apontadas em uma carta aberta ao governador Mauro Mendes (DEM) e outras autoridades do estado há cerca de duas semanas.

 

O deputado afirmou que o sistema de saúde de Mato Grosso já está em colapso, enquanto a curva de crescimento da pandemia está em franca ascensão. Por isso, há necessidade de medidas urgentes.

 

“Fico preocupado ao ver gestores se apegando a medicamentos na fase inicial da doença, para dizer que estão dando resposta, mas sem organizar o sistema de saúde. Não existe saída milagrosa. O melhor kit covid para enfrentar a pandemia é o isolamento social rigoroso. É preciso reduzir a circulação de pessoas e mobilizar todo o sistema de saúde, desde a atenção primária, que pode monitorar os casos iniciais de forma remota, por telefone ou WhatsApp. Ainda é possível dar conta dessa tarefa”, concluiu o petista. (Com informações da assessoria)

 

 


Fonte: Gazeta Digital

Visite o website: https://www.gazetadigital.com.br