Gazeta Digital

São Paulo é surpreendido e perde para o Bragantino em jogo frenético de 5 gols

Ari Ferreira/Red Bull Bragantino

Ari Ferreira/Red Bull Bragantino

Foi um jogão no Morumbi na noite desta quinta-feira (23). E o Red Bull Bragantino surpreendeu o São Paulo em um duelo com muita emoção, principalmente no primeiro tempo, pela 11ª rodada do Campeonato Paulista.

 

Com gols de Matheus Jesus, Morato e Artur, o time de Bragança venceu por 3 a 2 e agora tem a melhor campanha do Campeonato Paulista, ao lado do Santo André, já garantido nas quartas.

 

Leia também - Com a volta do Paulistão nesta quarta, veja o que mudou desde a pausa do futebol 2020

 

Pablo fez os dois do São Paulo, que, com 18 pontos no Grupo C, também já está classificado.

 

Na próxima rodada, a última da fase inicial, os dois times apenas cumprirão tabela. Enquanto o Tricolor encara o Guarani na Vila Belmiro, em Santos, o Bragantino desafia o desesperado Botafogo em Osasco. Todos os confrontos estão marcados para a tarde de domingo.

 

O jogo
O primeiro tempo foi eletrizante do início ao fim, com os dois times jogando de forma bastante aberta e com muita movimentação. Tanto é que teve 14 finalizações, maior do que o número de faltas (13).

 

Logo na primeira grande chance, gol do São Paulo. Reinaldo cruzou da esquerda e Pablo cabeceou firme para abrir o placar aos 6. O time quase ampliou aos 9, em chute de Vitor Bueno que passou perto.

 

Mas a alegria dos donos da casa durou pouco. Aos 12, Artur fez bela jogada individual e tocou para Matheus Jesus, que bateu firme para deixar tudo igual.

 

22 minutos mais tarde, o Bragantino conseguiu a virada. Morato recebeu bola enfiada, driblou Arboleda duas vezes e bateu cruzado, vencendo Tiago Volpi.

 

A desvantagem não desanimou o São Paulo, que continuou atacando. Aos 37, Reinaldo chutou de dentro da área, mas Julio Cesar defendeu. No minuto seguinte, não deu para o goleiro. Daniel Alves tocou de calcanhar e Pablo bateu forte, de longe, para deixar tudo igual.

 

O Tricolor quase conseguiu a virada aos 44. E seria uma pintura. Pato recebeu lançamento da direita, driblou dois marcadores e encobriu o goleiro. A bola só não entrou graças a Ryller, que conseguiu se recuperar a tempo de afastar.

 

Se a primeire etapa foi eletrizante, o segundo tempo foi em ritmo menos intenso. Mas ainda assim teve bons momentos. Aos 12, Juanfran cruzou na medida e Pato cabeceou com perigo. Na sequência, Reinaldo cobrou falta e Julio Cesar espalmou.

 

E na marca de 20 veio o castigo. E em forma de golaço. Artur fez bela jogada, tabelou com Vitinho e bateu no ângulo para colocar o Bragantino mais uma vez em vantagem.

 

O São Paulo ainda tentou na reta final, mas o desgaste físico evitou maiores emoções. 3 a 2 para o Bragantino!

 

SÃO PAULO 2 x 3 RED BULL BRAGANTINO

Data/Horário: 23/7/2020, às 20h
Local: Morumbi, em São Paulo (SP)
Árbitra: Edina Alves Batista
Auxiliares: Danilo Ricardo Simon Manis e Evandro de Melo Lima
Cartões amarelos: Reinaldo, Daniel Alves, Tchê Tchê (SAO); Vitinho, Matheus Jesus (RBB)

Gols: Pablo, aos 6'/1ºT (1-0); Matheus Jesus, aos 12'/1ºT (1-1); Morato, aos 34'/1ºT (1-2); Pablo, aos 38'/1ºT (2-2); Artur, aos 20'/2ºT (2-3)

 

SÃO PAULO: Tiago Volpi, Juanfran (Paulinho Boia - 39'/2ºT), Arboleda (Everton - 26'/2ºT), Bruno Alves e Reinaldo; Tchê Tchê, Daniel Alves e Igor Gomes (Helinho - 39'/2ºT); Pablo, Vitor Bueno (Liziero - 26'/2ºT) e Pato (Hernanes - 39'/2ºT). Técnico: Fernando Diniz.

 

RED BULL BRAGANTINO: Julio Cesar, Weverton, Fabrício Bruno, Ligger e Luan Cândido (Edimar - Intervalo); Ryller (Barreto - 29'/2ºT), Matheus Jesus (Weverson - 45'/2ºT) e Vitinho; Artur (Willian Correia - 45'/2ºT), Morato (Claudinho - 33'/2ºT) e Ytalo. Técnico: Felipe Conceição.


Fonte: Gazeta Digital

Visite o website: https://www.gazetadigital.com.br