Gazeta Digital

Estado registra 1.902 mortes por covid-19 e 53.440 casos; 85% das UTI's ocupadas

Jana Pessôa/Secom

Jana Pessôa/Secom

Mato Grosso tem 53.440 casos de covid-19 e 1.902 mortes pela doença. O boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), na tarde de domingo (2) mostra que houve 26 óbitos causados pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas.


Leia também - Primeira-dama agradece orações para recuperação de governador

O paciente mais jovem vítima de covid morreu em Rondonópolis e era um homem de 26 anos, sem comorbidades. A vítima mais idosa tinha 94 anos, com comorbidades e morava em Jaciara.


De acordo com o boletim, os óbitos ainda ocorrem mais entre as mulheres e a idade da maioria dos pacientes gira entre 31 e 40 anos. A taxa de ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) adulto é de 85% e pediátricas 20%.


Cuiabá ainda lidera a lista de cidade com mais casos da doença, tendo 11.726, seguida por Várzea Grande (4.215),

Rondonópolis (3.294), Lucas do Rio Verde (2.860), Tangará da Serra (2.322), Sorriso (2.172), Sinop (2.079), Primavera do Leste (1.824), Nova Mutum (1.461) e Pontes e Lacerda (945).


50.756 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 3.128 amostras em análise laboratorial.


Recomendações
Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.


O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:


- Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;


- Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;


- Evitar contato próximo com pessoas doentes;


- Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;


- Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

 


Fonte: Gazeta Digital

Visite o website: https://www.gazetadigital.com.br