Gazeta Digital

Emanuel nega interferência em VG e diz que críticas do MDB são injustas

Sicom

Sicom

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), classificou como "injustas" as críticas que vem recebendo internamente no MDB por conta da possível candidatura do seu filho, o deputado federal Emanuel Neto, o Emanuelzinho (PTB), à Prefeitura de Várzea Grande.  

 

Pinheiro afirmou que não tem participado de nenhuma articulação política na cidade vizinha e muito menos dentro do PTB. "Assim como o MDB terá candidatura em Várzea Grande, o PTB pode lançar candidatura onde quiser. Agora, querer colocar isso sobre mim, só porque meu filho é do PTB, é uma injustiça o que estão fazendo. Estão confundindo tudo".

 

Pinheiro afirma que pretende conversar com o presidente estadual da sigla, o deputado federal Carlos Bezerra (MDB), para por fim a esta crise interna. "Vou sentar com o Carlos Bezerra, um homem que eu admiro e respeito muito. O deputado Romoaldo Júnior (MDB) irá mediar este diálogo para por fim a tudo isso. Sou um homem de partido e respeito todos os meus companheiros", acrescentou.  

 

Leia também - Riva ficará preso em casa

 

A fala de Emanuel Pinheiro é resposta às declarações de Bezerra, que revelou uma irritação do MDB com o prefeito. Bezerra disse que a decisão de Emanuel disputar em Cuiabá e o seu filho em Várzea Grande, seria uma postura gananciosa e insana, além de gerar grandes problemas para o gestor.

 

“É uma loucura isso. Uma loucura, uma ganância. É um erro que ele está cometendo. Já disse pra ele ontem, pessoalmente. Está botando uma pedra no caminho dele. Lá em Várzea Grande tem uma candidatura do MDB. É uma tradição do MDB”, declarou Bezerra.

 

O cacique do MDB disse que todos os membros dos partidos estão altamente revoltados com a postura do prefeito. “Dentro do partido há uma indignação muito grande e com razão. Porque acham que em vez de apoiar a candidatura do nosso grupo lá, ele está colocando a candidatura do filho dele, contra o MDB. Essa é a leitura que os companheiros estão tendo. Vamos voltar a conversar. Insisti com ele que parasse com isso. Está criando dificuldade pra ele mesmo, criando dificuldade com o DEM, com Jayme Campos, que apoiou o filho dele para deputado federal".


Fonte: Gazeta Digital

Visite o website: https://www.gazetadigital.com.br