Gazeta Digital

Mato Grosso terá 11 candidatos na eleição para o Senado

GazetaDigital

GazetaDigital

GazetaDigital

Selo eleições 2020

 

A eleição suplementar para o Senado, que ocorrerá no próximo dia 15 de novembro, conta com 11 candidatos - sendo apenas uma mulher -  na disputa pela vaga deixada por Selma Arruma (Pode), cassada em 2019 por abuso de poder econômico e caixa dois.


Inicialmente a eleição deveria ocorrer no mês de abril, porém, devido à pandemia da covid-19, precisou ser adiada. Com isso, algumas candidaturas lançadas naquela época foram modificadas e outros nomes também decidiram entrar no "ringue" eleitoral.


Entre eles está o senador interino, Carlos Fávaro (PSD), que ocupou a vaga da ex-juíza Selma por meio de uma liminar. Com apoio do PTB, PP, PV e MDB, ele tem a empresária Margareth Buzetti (PP) na primeira suplência e o ex-deputado estadual José Lacerda (MDB) na segunda.

 

Leia também - Não posso tirar o ar dele, diz primeira-dama sobre candidatura do marido


O ex-deputado federal Nilson Leitão (PSDB) tem o ex-governador Júlio Campos (DEM) na primeira suplência e na segunda José Márcio Guedes (PL). Vale ressaltar que a presença dos Campos na coligação veio após uma grande briga interna com o atual governador Mauro Mendes (DEM).


Os partidos de esquerda vêm com duas candidaturas no Senado. Uma delas é a do deputado estadual Valdir Barranco (PT), que tem na primeira suplência a ex-reitora da Universidade de Mato Grosso (UFMT) Mária Lúcia (PCdoB) e na segunda a ex-vereadora Enelinda Scala (PT).

José Cruz/ABr

Urna eletrônica

 


A outra é a do procurador da Fazenda, Mauro César Lara de Barros (PSOL), mais conhecido como Procurador Mauro, que, como de costume, vem com chapa pura e tem na primeira suplência Gonçalina de Melo e na segunda Vanderlei da Guia.


No partido Novo, o professor da Universidade de Mato Grosso (Unemat), Feliciano Azuaga, também irá com chapa pura, com os suplentes Sérgio Antunes e Vanessa Tomizawa.


O ex-senador e ex-governador, Pedro Taques (SD), tentará retornar aos holofotes e conta seu ex-secretário, delegado Fausto José de Freitas da Silva (Cidadania) na primeira suplência, e como segunda Elza Queiroz (SD), ex-presidente do Sindicato dos Médicos de Mato Grosso. 


Nesta eleição, a direita está divida. Quatro candidatos esperavam ter apoio do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Porém, apenas a tenente-coronel Rubia Fernando (Patriota) conseguiu o feito. A única mulher na disputa, também com chapa pura, conta com Victório Galli na primeira suplência e na segunda o tenente Luciano Esteves.


Ainda com chapa pura, o deputado federal José Medeiros (Pode) vem com o vice-prefeito de Cuiabá, Niuan Ribeiro, como primeiro suplente e a coronel PM Zózima Dias na segunda. 


Empresário Reinaldo Moraes (PSC) disputa a vaga com apoio da ex-senadora Selma Arruda (Pode). Ele tem na primeira suplência Gilberto Cattani (PRTB) e Neles Farias (PSC) na segunda.


Também está na disputa o deputado estadual Elizeu Nascimento (DC), que tem como primeiro suplente o pai do deputado Ulysses Moraes, Naime Márcio Martins Moraes (PSL) e na segunda conta com o coronel do Corpo de Bombeiros Paulo Selva (PSL).

 

Por fim, pelo Avante, quem sairá é o advogado Euclides Ribeiro, que ainda não anunciou seus suplentes.

 

Confira a lista

GazetaDigital

Candidatos ao Senado

 


Fonte: Gazeta Digital

Visite o website: https://www.gazetadigital.com.br