Publicidade

Cuiabá, Segunda-feira 03/08/2020

Celebridades - A | + A

gêmeo do Gustavo 03.04.2020 | 17h20

Flávio Mendonça fala após pegar coronavírus

Facebook Print google plus

Reprodução/Instagram

Reprodução/Instagram

Flávio Mendonça, irmão gêmeo de Gustavo, famosos nos anos 2000, relatou em uma rede social a experiência que de ter sido infectato pelo novo coronavírus (Covid-19). No instagram, o modelo contou detalhes de como travou a batalha contra o vírus. Veja os principais trechos do longo desabafo dele.

 

"Aí estou eu antes e depois do coronavírus. Foi sem dúvida a pior experiência da minha vida... Em (13) de março comecei com uma “gripezinha” que incluía febre, dor no corpo, pouca tosse e muita fraqueza. Era um final de semana e eu estava na praia com os meus filhos. Em casa fiquei até terça-feira (17) esperando melhoras, mas só me sentia pior. Fui ao hospital e sem possibilidades de fazer exames para o coronavírus fui instruído a voltar pra casa e manter a quarentena. Fiz isso e só piorava. Achei que morreria", contou.

 

Leia também - Apresentador corta cabelo com esposa

 

Flávio disse que retornou ao hospital no dia (22) e que nessa data já estava com um quadro grave de pneumonia. "Recebi um protocolo pra tratar a pneumonia em casa. Antibióticos, antitérmico e quarentena. Após 5 dias, a febre deu uma trégua, mas o meu corpo parecia que havia saído de uma betoneira. Não conseguia sair da cama. Retornei ao hospital na sexta-feira (27) e fui internado para uma nova etapa de procedimentos. Meu quadro havia se agravado. A pneumonia estava resistente. Eu só pensava no pior. Tive medo de não voltar a ver a minha familia e sofria muito", relatou.

 

Flávio encerrou dizendo que recebeu alta médica nesta terça-feira (31) e reforçou dizendo que 'foi a pior batalha que já travou na vida'. "Como pode, meu Deus, um vírus excomungado como esse causar tanta dor, tanto sofrimento? A TV, as mídias sociais, só me mostravam o pior. Minha mãe me deu uma bronca e me pediu pra não mais assistir e me fez ver que poucos morriam (e por outras causas associadas) perto dos muitos que sobreviviam. Fui aos poucos me fortificando, física e espiritualmente e consegui, com a ajuda das orações da minha familia, dos meus amigos e com a competência da equipe médica do Hospital Albert Einstein vencer essa que foi a pior batalha que travei na minha vida. Recebi alta do hospital hoje, dia 31. Que Deus abençoe a todos."

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Após a reabertura dos shoppings, você voltou a frequentar como antes da pandemia?

Parcial

Edição digital

Segunda-feira, 03/08/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 18,55 -0,80%

Algodão R$ 92,91 0,46%

Boi a Vista R$ 135,50 0,37%

Soja Disponível R$ 66,80 -0,89%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.