Publicidade

Cuiabá, Sexta-feira 06/12/2019

Celebridades - A | + A

7 anos brigados 12.11.2019 | 10h27

Irmã de Ivete Sangalo diz que irmão pode ter morrido de 'mágoa'

Facebook Print google plus

Reprodução

Reprodução

A irmã de Ivete Sangalo, Mônica Sangalo, resolveu desabafar nas redes sociais sobre o que ela considera serem 'injustiças' cometidas com outro irmão, Jesus Sangalo, que morreu na semana passada, aos 54 anos.

 

Leia também - Carlos Bolsonaro amanhece com perfis do Twitter, Instagram e Facebook fora do ar

 

Jesus, que foi empresário de Ivete por mais de 15 anos,  faleceu na última quarta-feira, 7, devido às complicações de uma cirurgia bariátrica. 

 

Além de uma linda  homenagem, Mônica Sangalo fez questão de lavar roupa-suja familiar nas redes sociais. 

 
 

Ela defendeu o irmão, que acabou bringando com Ivete em 2011 e foi dispensado em meio a  acusações de desvio de verbas. O caso teria gerado uma verdadeira rixa na família. Mônica e Ivete ficaram estremecidas desde então.


"Jesus foi acusado de ser ladrão. Que lástima. Julgado e condenado pela crueldade parcial da imprensa, crucificado moralmente sem que ninguém saísse em sua defesa, nunca uma acusação foi tão vazia. Todo o seu trabalho foi passado por auditoria. Tudo foi posto em pratos limpos; Mas essa verdade jamais interessou, verdades não vendem jornais. Talvez houvesse um Barrabás em meio a essa história torpe, lamentável e covarde", disparou.

 

 

"Há várias formas de morrer. Algumas suaves, outras nem tanto. Pode-se morrer de mágoa, que se disfarça em doenças de mil nomes. Por causa da tristeza a pessoa vai perdendo a vontade, vai cultivando a esperança vã de um dia, quem sabe, aquela dor passe, mas nunca passa. Há quem não aguente, há quem jamais esqueça. Pode-se morrer aos pouquinhos, primeiro o brilho nos olhos, depois o sorriso, depois o coração, o olhar desiste, a voz se afasta, o corpo cansa, a mágoa agora, senhora de tudo, vence uma guerra de favas contadas", desabafou.

 

Mônica exaltou as qualidades do irmão e lamentou o ocorrido. Jesuse Ivete ficaram mais de sete anos sem se falarem. No ano passado eles voltaram a se reaproximar.

 

A cantora nunca acusou o irmão publicamente de nada, mas Jesus reclamou várias vezes que Ivete também nunca o defendeu das acusações de roubo.

"Tudo o que sei é que Jesus não tinha em seu DNA a semente da desonestidade, do mau-caratismo e da covardia. Era um homem nobre, íntegro, altruísta, do bem. Quem ergue um império como o que ele ergueu, com talento, alegria, lucidez, perseverança, criatividade, alguma brabeza, errando e acertando, aprendendo e ensinando, pelo puro prazer de realizar, não precisa tirar nada de ninguém. Basta apenas receber os aplausos merecidos. E eu o aplaudirei enquanto viver", afirmou a irmã de Ivete.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Jornal do Meio Dia - JM

Jornal do Meio Dia - JM

Enquete

Ondas de manifestações ocorridas em países como Chile e Colômbia podem chegar ao Brasil?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 06/12/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 23,80 -0,83%

Algodão R$ 92,10 -0,26%

Boi a Vista R$ 137,00 0,74%

Soja Disponível R$ 59,20 -2,31%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.