Publicidade

Cuiabá, Domingo 12/07/2020

Celebridades - A | + A

'Lembrança gostosa' 27.05.2020 | 09h59

Pai de Gabriel Diniz guarda tudo do filho

Facebook Print google plus

Reprodução

Reprodução

Nesta quarta-feira (27), faz um ano que Gabriel Diniz morreu. O cantor de 28 anos estava no auge do sucesso com o hit Jenifer quando foi vítima de um acidente aéreo. A família ainda lida com o luto e a ausência do jeito doce e carinhoso de Gabriel.

 

"O ano foi difícil. Foi se aproximando dessa data, afloraram mais os sentimentos da gente e a falta dele é maior", desabafa Cizinato Diniz, pai do cantor. "O que mais me deixou abalado em si foi o convívio do dia a dia com ele. Gabriel era uma pessoa agradável, doce, a gente se abraçava muito, se dava beijo, dizia que se amava... Então, isso faz muita falta pra gente. A ausência de Gabriel, do contato físico, do cheiro, da aproximação... Deixa a gente um pouco fragilizado", completa.

 

Leia também - Zezé e Luciano cancelam live por novo coronavírus

 

Para preencher esse vazio, Cizinato e a mulher, Ana Maria Diniz, ainda mantém todos os pertences de Gabriel em casa, no apartamento onde ele morava e também no escritório e estúdio do cantor. A ideia é ter um pedacinho dele e manter uma lembrança eterna.

 

"Muitas roupas, muitos sapatos, esculturas, piano, violão... Tudo que Gabriel tinha a gente guardou, não se desfez de nada. O quarto dele está montado do jeito que era antes e nunca foi mudado. Tudo ficou e a gente não tem perturbação em se desfazer de nada, muito pelo contrário. Cada olhar que a gente tem pelas coisas dele é uma lembrança gostosa, bacana", explica.

 

O pai de Gabriel relembra a trajetória profissional do cantor e exalta a forma como ele conseguiu fazer história diante de um disputado meio musical, além de firmar parcerias com grandes artistas dos mais diversos gêneros, como forró, funk, sertanejo e pop.

 

"Acho que o maior legado que o Gabriel deixou foi o respeito ao próximo e a ousadia de buscar seus sonhos sem passar por cima de ninguém, respeitando os colegas e sem passar a famosa 'rasteira' em ninguém. O Brasil tem esse cenário tão complicado de se trabalhar e Gabriel conseguiu equalizar isso. Ele entrou e marcou as pessoas, fez amizades e não deixou nenhuma mancha por onde passou. Isso para mim é imporante. A simplicidade e a boa vontade eram as marcas mais fortes de Gabriel", exalta Cizinato.

 

Em poucas palavras, o pai de Gabriel consegue definir quem era o filho: "Eu nunca conheci ninguém como Gabriel. E não falo isso porque ele faleceu, não. Minha esposa sabe o quanto eu elogiei ele. O coração dele era extraordinário. Ele sempre foi um cara diferente e admirável".

 

Nesta quarta, a partir das 20h, a família de Gabriel vai fazer uma homenagem que será transmitida ao vivo no canal do cantor no YouTube. "Temos que lembrar e festejar o quanto Gabriel foi feliz e contagiante enquanto esteve entre nós", diz a família na nota de divulgação do evento.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Você acredita na eficácia das barreiras sanitárias implantadas em Cuiabá?

Parcial

Edição digital

Domingo, 12/07/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 24,00 -0,62%

Algodão R$ 92,03 0,01%

Boi a Vista R$ 137,25 -0,54%

Soja Disponível R$ 64,60 0,00%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.