Publicidade

Cuiabá, Quarta-feira 20/11/2019

Gastronomia - A | + A

17.10.2019 | 08h20

Livro reúne receitas veganas em viagens pelo Mediterrâneo

Facebook Print google plus

Rita Comini

Divulgação

Divulgação

A riqueza da dieta mediterrânea serviu de base para a composição dos pratos que não contém produtos de origem animal e vão propiciar ao leitor o prazer de comer bem e de forma saudável. Realidade nos principais centros gastronômicos do mundo, o movimento vegano ganha agora um poderoso aliado, o livro “Vegano pelo Mediterrâneo”, que chega às livrarias pela Editora Alaúde. São 128 páginas, com 50 versões veganas de receitas tradicionais dos países banhados pelas inebriantes águas azuis do Mar Mediterrâneo.

 

Mundialmente conhecida por ser uma alimentação mais saudável, a comida mediterrânea é rica em frutas, verduras e legumes - regados a bastante azeite de oliva. A obra oferece diversas opções para quem quer ter uma dieta mais nutritiva, sem abrir mão do prazer de comer bem.

 

Com introdução de dar água na boca sobre a riqueza culinária da Europa, África e Oriente Médio, o livro tem receitas que valorizam ingredientes frescos e pratos que fazem bem ao coração e aos olhos.

 

Antes das receitas propriamente ditas, o livro traz um pouco da história do Mar Mediterrâneo e sua importância como rota marítima até que os Mouros passaram a dominar parte da Península Ibérica e da África.

 

Séculos depois das grandes rotas comerciais, o Mediterrâneo voltou à tona com a descoberta de médicos e cientistas que a longevidade da população mediterrânea se deve aos hábitos alimentares.

 

Os povos que vivem à margem do Mediterrâneo sabem aproveitar todos os ingredientes da terra de acordo com o ciclo natural durante o ano. Assim, conseguem criar receitas com ingredientes mais frescos a cada estação.

 

Embora pareça um caldeirão cultural, cada país tem características próprias e o livro trata disso, apresentando inclusive uma tabela com as principais heranças gastronômicas de cada um deles.

 

Com receitas exclusivas, “Vegano pelo Mediterrâneo” tem dicas sobre a origem das receitas e detalhes de como foram feitas as adaptações para conquistar até os mais exigentes paladares.

 

Receitas

 

Pilaf com especiarias (Chipre)

Divulgação

Pilaf com especiarias

Pilaf com especiarias, prato oriundo de Chipre

 

Ingredientes
1/2 xícara de trigo
1 colher (sopa) de azeite
1 cebola média picada
4 cravos-da-índia
2 paus de canela
1 colher (chá) de semente de cominho
1 colher (chá) de cúrcuma (ou açafrão da terra)
2 sementes de cardamomo esmagadas
1 xícara de arroz
2 xícaras de caldo de legumes
Amêndoas em lascas ligeiramente torradas a gosto para decorar

 

Modo de preparo
Deixe o trigo de molho na água por uma noite. Escorra e reserve. Em uma panela, aqueça o azeite e refogue a cebola. Junte as especiarias e cozinhe por 5 minutos, mexendo às vezes. Acrescente do arroz e o trigo e frite, mexendo sempre, por 5 minutos. Cubra com o caldo, mexa novamente, e cozinhe com a panela tampada por 10 minutos ou até o arroz e o trigo ficarem macios e o caldo secar. Retire do fogo e sirva imediatamente decorado com as amêndoas em lascas.

 

Panqueca de grão-de-bico (Mônaco)

Divulgação

Panqueca de grão-de-bico

Panqueca de grã-de-bico é servida como aperitivo

 

Ingredientes
2/3 de xícara de farinha de grão-de-bico
Sal, pimenta-do-reino moída na hora e lemon peper a gosto
4 colheres (sopa) de azeite mais um pouco para servir
1/2 xícara de água
1 dente de alho ralado
1 cebola pequena ralada
Tomates cereja a gosto e ervas frescas para decorar

 

Modo de preparo
Em uma vasilha, misture a farinha, o sal, 3 colheres de azeite, pimenta e o lemon peper. Acrescente a água aos poucos, o alho e a cebola, mexendo com um fouet para não formar grumos. Leve à geladeira por, no mínimo, 1 hora ou de um dia para o outro.

 

Preaqueça o forno a 180ºC. Unte uma forma antiaderente com o azeite restante e ponta porções da massa. Asse por 10 minutos ou até começar a dourar. Vire e deixe dourar do outro lado. Se preferir, faça em uma frigideira antiaderente. Sirva decorada com o tomate cereja, ervas frescas e mais azeite.

 

Fatouche (Líbano)

Divulgação

Salada fatuche

Salada fatuche, originária do Líbano

 

Ingredientes Salada
2 pães sírios
Azeite a gosto para pincelar
1 pé de alface
1 cebola cortada em rodelas finas
2 rabanetes fatiados
200 g de tomates cereja, cortados ao meio
1 pepino cortado em cubos
2 colheres (sopa) de salsa picada
2 colheres (sopa) de hortelã picada

 

Molho
Suco coado de 1/2 limão
2 colheres (sopa) de azeite
1 dente de alho esmagado
1/2 colher (sopa) de sumagre moído (opcional)

 

Modo de preparo
Pincele os pães com o azeite. Aqueça o forno a 180ºC e torre levemente os pães. Asse por 5 minutos ou até ficarem crocantes. Corte o alface em tiras e ponha em uma tigela. Junte a cebola, o rabanete, o tomate, o pepino, a salsa e a hortelã. Adicione o pão torrado grosseiramente picado e regue com um fio de azeite. Misture bem e reserve por 15 minutos. Para fazer o molho, coloque todos os ingredientes em uma tigela e bata com o fouet para misturá-los bem. Sirva com a salada.

 

Kafta de forno (Líbano)

Divulgação

Kafta de forno

Kafta de forno feita com proteína de soja

 

Ingredientes
1 xícara de chá de proteína de soja texturizada
2 xícaras de água quente 1 cebola pequena ralada 1/4 de xícara (chá) de azeite
1 1/2 colher (sopa) de orégano, hortelã, tomilho-limão e cheiro verde frescos e picados
1/2 colher (chá) azeite balsâmico
3/4 de xícara de farinha de trigo, alho torrado, lemon peper, sal e pimenta a gosto
1/2 colher (sopa) de suco de limão coado.

 

Modo de preparo
Hidrate a proteína na água quente por 30 minutos. Escorra bem e transfira para uma tigela. Junte os ingredientes restantes, misturando bem a cada edição. Cubra e leve à geladeira por um hora ou por uma noite, caso queira um sabor mais acentuado.

 

Retire da geladeira e molde a kafta em palitos, envolvendo-os totalmente com a massa. Preaqueça o forno a 180ºC, coloque as kaftas em uma assadeira untada, pincele os espetos com azeite e leve ao forno por 15 minutos de cada lado.
Sirva acompanhada de um molho feito de azeite, hortelã picada, um dente de alho bem ralado, e suco coado de um limão. Basta misturar tudo.

 

Malabie (Líbia)

Divulgação

Malabie

Perfumado, o malabie é uma sobremesa da Líbia

 

Ingredientes
2 1/2 colheres (sopa) de amido de milho
3 xícaras de leite vegetal
3 colheres (sopa) de açúcar
2 cubos pequenos de miski (resina vegetal usada em doces árabes - opcional)
1 colher (sopa) de água de flor de laranjeira

 

Calda
200 g de damasco
2 xícaras de água
1/4 de xícara de açúcar

 

Modo de preparo
Dissolva o amido no leite. Coloque em uma panela e acrescente do açúcar. Leve ao fogo e cozinhe, mexendo até engrossar. Retire do fogo e adicione do miski triturado e a água de laranjeira. Misture bem. Espere amornar e coloque em copos ou taças para servir.

 

Prepare a calda levando ao fogo todos os ingredientes. Mexa às vezes, até engrossar. Despeje a calda sobre o creme e leve à geladeira até o momento de servir

 

Leia mais notícias sobre Variedade na edição do Jornal A Gazeta

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Jornal do Meio Dia - JM

Jornal do Meio Dia - JM

GD

GD

Enquete

Na sua opinião o Brasil tem partidos políticos demais?

Parcial

Edição digital

Quarta-feira, 20/11/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 19,75 0,77%

Algodão R$ 92,54 0,12%

Boi a Vista R$ 138,00 -0,72%

Soja Disponível R$ 72,20 0,84%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.