Publicidade

Cuiabá, Domingo 12/07/2020

Meu Bicho e Eu - A | + A

28.03.2020 | 00h00

Como deixar o cachorro sozinho em casa sem sentir ansiedade por horas separados

Facebook Print google plus

Meu Bicho e Eu

Você se sente mal cada vez que precisa deixar o seu cão em casa sozinho? Vamos acabar com este problema!Com 4 dicas simples, é possível amenizar a Síndrome de Ansiedade de Separação (SAS) e ainda evitar problemas comportamentais, como a destruição de objetos e móveis, xixi fora do lugar, choros e latidos excessivos, entre outros comportamentos desagradáveis.

 

Canal do Pet -iG

Cachorro ansiedade

 

Com famílias cada vez menores, a Síndrome de Ansiedade de Separação está se tornando comum, pois o cão que mora com apenas uma pessoa tem duas vezes mais chances de desenvolver a SAS.

 

Para o filho peludo, a separação de seu tutor é muito dolorosa, afinal, ele ficará sozinho por muitas horas, o que não é de sua natureza. Cães são sociáveis e têm necessidade de estar por perto de matilhas.

 

Participe do #MeuBichoeEu #GazetaDigital - Mande sugestões de reportagens para o e-mail: redacao@gazetadigital.com.br

 

Deixar o pet sozinho também não é fácil para o tutor que, além da culpa, precisará resolver as “travessuras” do cão, quando voltar para casa. Com medidas simples, é possível amenizar e até resolver o problema. Dê uma olhada nas dicas da Botica Pets para acabar de vez com este sofrimento:

 

Inclua o pet na sua rotina

Deixar para dar atenção ao cão somente quando tiver tempo pode ser uma furada. Isso porque quase nunca sobra horas no dia para fazer isso. Portanto, o importante é incluir o pet na sua rotina. Assim fica menos corrido para você e o peludo ganha atenção diversas vezes ao dia.

 

Canal do Pet -iG

Cachorro ansiedade

 

Veja abaixo que você pode fazer para incluir o peludo no dia a dia: Passeios diários: antes de sair de casa, reserve ao menos 15 minutos para dar uma volta com o pet. Ao chegar em casa, tirar 15 minutos ou mais (se possível) para o passeio também é importante. Assim, não altera muito a sua rotina e o pet se sentirá muito feliz ao sair para caminhar ao seu lado. Locais pet friendly: pesquise na sua cidade os locais que aceitam a presença do pet.

 

Com isso, poderá incluir o peludo na saída de sábado ou domingo. Com certeza, ele vai adorar estar ao seu lado nesse momento. Esporte com o pet: se você puder, inclua o pet no momento que tira para se exercitar. Corridas e caminhadas ao ar livre são uma boa opção.  Hora da refeição: na hora de comer, prepare também a refeição do pet. Enquanto você come o seu jantar, o pet se distrai com o dele.   

 

Dedique tempo ao peludo

Além de incluir o pet na rotina, separar um tempo para realizar as atividades que o peludo gosta também é fundamental. Isso ajudará com que ele fique mais cansado e relaxado quando estiver sozinho.  Ensine comandos: se o cão gosta de aprender comandos e truques, você pode ensinar o “senta”, “deita” e o “fica”. Estes são comandos básicos e que podem ajudar muito na educação do peludo. Brincadeiras: todos os pets amam brincar. Por isso, separe um tempo para fazer a brincadeira preferida do peludo antes de sair de casa.  

 

Botica Pets

Cachorro ansiedade

 

Prepare a casa para o peludo

Assim como os humanos, os cães também sentem tédio em ficar em casa sem fazer nada. Por isso, preparar o ambiente que o peludo vai ficar durante todo o dia é uma das ações mais importantes para que você não tenha problemas ao deixá-lo sozinho.  Rodízio de brinquedos: um dos erros mais comuns é deixar sempre o mesmo brinquedo para o pet ao sair. A novidade sempre é interessante, por isso, faça um rodízio de brinquedos todas as semanas.  

Esconda recompensas: esconder petiscos pela casa antes de sair pode ajudar também. O cão ficará concentrado em buscar as recompensas e o tempo passará mais rápido. Som ambiente: ao sair, deixe a televisão ou o som ligado, em um volume não muito alto, para distrair o pet dos barulhos fora de casa.    

 

Maracujá para acalmar: ofereça o cuidado natural que o seu pet merece

O maracujá, realmente, apresenta benefícios que podem ajudar no tratamento de diversos problemas – como a ansiedade, a hiperatividade e a agitação. Para os cães, o maracujá pode ajudar no caso de peludos que sofrem com a Síndrome de Ansiedade de Separação (SAS). Este problema está entre as reclamações mais recorrentes dos tutores que, muitas vezes, não sabem como lidar com o cão quando precisam que ele fique sozinho em casa.

 

O maracujá é a fruta da Passiflora, uma planta que tem diversas propriedades medicinais. Em suas folhas, encontramos a maior parte das substâncias terapêuticas, como os flavonoides. É a partir dele que obtemos os benefícios que auxiliam no tratamento dos sintomas da ansiedade.  As informações são do https://www.boticapets.com.br/

 

Texto: Botica Pets

 

*Página semanal com atualização aos sábados

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Você acredita na eficácia das barreiras sanitárias implantadas em Cuiabá?

Parcial

Edição digital

Domingo, 12/07/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 20,95 0,96%

Algodão R$ 92,49 0,14%

Boi a Vista R$ 137,20 0,29%

Soja Disponível R$ 64,70 -0,15%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.