Publicidade

Cuiabá, Quinta-feira 22/10/2020

Meu Bicho e Eu - A | + A

POSSÍVEIS ACIDENTES 09.09.2020 | 16h13

Detran alerta risco de multas para transporte incorreto de animais

Facebook Print google plus

Kátia Prachthäuser

Kátia Prachthäuser

O Departamento de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT), por meio do setor de Ações Educativas, faz alerta sobre a forma adequada de transportar animais de estimação em veículos. Caso seja levado de forma incorreta, além dos riscos de acidentes, o motorista está sujeito a multa prevista no Código de Trânsito Brasileiro.

 

Cães e gatos devem estar de peitoral e guia adaptada ou caixas específicas de transporte individuais para fixação ao veículo. Dessa forma, em uma possível frenagem mais brusca, o bichinho não será lançado contra as partes internas do veículo ou até mesmo contra o condutor. É importante o uso de peitoral e não de coleira simples, para evitar estrangulamento ou lesões na cervical do animal.

 

Leia também - Vídeo mostra homem tentando matar a esposa com facadas em Cuiabá

 

A gerente de Ações Educativas do Detran-MT, Rosane Pölzl, ressaltou a importância e os cuidados de não transportar os animais em motocicletas, mesmo que seja transportado em uma caixa específica para transporte. “Nas motocicletas não há uma possibilidade segura de fixar a caixa de transporte. Com os movimentos do animal também há a possibilidade de afetar o equilíbrio do condutor gerando acidentes”, afirmou.

 

Kátia Prachthäuser

Transporte de animais

 

"Vale lembrar que não podem ser transportados soltos, para que não atrapalhem o condutor. Se estiverem soltos e com a cabeça para fora da janela, como com frequência presenciamos, os pets podem cair para fora ou até mesmo pular do veículo em movimento, o que pode ser fatal para o animal e ainda podendo ocasionar acidentes", disse Rosane.

 

Em casos da falta do uso de equipamentos de segurança, além da possibilidade do trauma físico, o animal poderá desenvolver medo de andar no veículo. E se não resultar em óbito, o trauma poderá ser estendido a todos os ocupantes do veículo devido ao impacto.

 

Tamanho do animal

O cuidado e atenção devem estar também na hora de colocar o animal dentro do veículo, lembrando que existe um tamanho adequado de coleira ou guia para cada porte. Independente do porte, a guia adaptada deve ser fixada no cinto do banco traseiro e regulada de modo que limite os movimentos do animal e principalmente o acesso dele ao motorista. Observações como essas podem evitar qualquer tipo de acidente com o bicho de estimação.

 

"A forma de transportá-lo dependerá muito do porte do animal. Um cão de porte grande pode ocupar praticamente todo o espaço do banco traseiro. As caixas de transportes que devem ser adequadas ao tamanho dos animais, devendo ter espaço suficiente para que possam se movimentar dentro delas. Há ainda os assentos especiais, as conhecidas como ‘cadeirinhas’ para transporte de cães e gatos", disse Pölzl.  

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Como você avalia a ausência de um candidato convidado para debater com adversários?

Parcial

Edição digital

Quinta-feira, 22/10/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 57,50 1,77%

Algodão R$ 118,67 3,64%

Boi a Vista R$ 242,24 0,00%

Soja Disponível R$ 156,30 0,35%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.