Publicidade

Cuiabá, Terça-feira 31/03/2020

Meu Bicho e Eu - A | + A

Meu bicho e eu 11.01.2020 | 00h06

Viajar com o pet em segurança e com tranquilidade é possível

Facebook Print google plus

Meu Bicho e Eu

Reprodução/Max Milhas

Reprodução/Max Milhas

Para muitas pessoas janeiro é o mês de férias, mas nada como incluir os pets nos passeios e viagens, mas, para isso, é preciso transportar o melhor amigo em segurança, para evitar transtornos e acidentes. Para quem está na dúvida sobre levar o bichinho ou recrutar alguém para cuidar dele, o veterinário Jorge Morais dá algumas dicas.

 

“Os felinos, em geral, costumam se estressar mais em viagens, nesse caso, recomendo transportá-los somente se for inevitável. Se tem alguém de confiança que pode cuidar do pet em seu ambiente, é muito melhor deixá-lo”, explica o veterinário.

 

Já os cães podem viajar com mais tranquilidade, porém, é melhor evitar trajetos longos e ter cuidados como ventilação e hidratação. “Se puder viajar durante a noite, especialmente no verão, é mais interessante”, recomenda Morais.

Reprodução/Mulheres Empreendedoras PI

Viagem pet

 

 

Participe do #MeuBichoeEu #GazetaDigital - Mande sugestões de reportagens para o e-mail: redacao@gazetadigital.com.br

 

Para quem for viajar de carro, é recomendado o uso da caixa transportadora para os gatos, mesmo não sendo obrigatório. “Deixe a caixa aberta pelo menos um dia antes em um local onde o gato possa entrar e se acostumar com aquele ambiente. Isso faz com que ele perca o medo e não se recuse a entrar nela antes da viagem”.

 

Os pais dos cachorros precisam estar atentos à contenção do animal, para que ele não possa distrair o dono, mas que mantenha a sua movimentação. “O correto é prender o cão com o auxílio de uma guia no cinto de segurança, impedindo que ele consiga pular para os bancos da frente ou atrapalhar o motorista de alguma forma”. Também é possível utilizar uma cadeirinha específica.

 

Reprodução/Max Milhas

Viagem pet

 

Sobre a alimentação, o veterinário recomenda ter cuidado desde os dias anteriores. “Recomenda-se ainda a baixa ingestão de líquidos pelos animais, para evitar vômitos”, acrescenta Morais.

 

As viagens de avião precisam ser programadas com, pelo menos, 3 meses de antecedência, porque incluem documentação específica. No geral, é necessário o uso de caixas de transporte e microchips de identificação, porém ambos precisam atender às exigências do país de destino. Também é fundamental estar com a vacinação em dia, e, em alguns casos, a imigração ainda pede exames que comprovem que o animal está saudável. (Com informações da assessoria)

 

*Página semanal com atualização aos sábados

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Levando em consideração as condições sanitárias do país, você optaria por:

Parcial

Edição digital

Terça-feira, 31/03/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 22,45 2,05%

Algodão R$ 92,71 0,37%

Boi a Vista R$ 130,25 -0,46%

Soja Disponível R$ 70,00 -0,71%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.