Publicidade

Cuiabá, Sexta-feira 13/12/2019

Variedades - A | + A

casamento comunitário 14.11.2019 | 16h48

Casais aproveitam gratuidade do casamento social para oficializar união no Araguaia Cidadão

Facebook Print google plus

Sicom

Sicom

O casamento é a união de duas pessoas que decidem se tornar uma só, realizar o mesmo sonho e lutar pelo mesmo ideal. Com o objetivo de tornar essa oportunidade real é que o Araguaia Cidadão fez na última semana uma série de casamentos sociais, nas cidades de Luciara (9 de novembro), São Félix do Araguaia (10) e Novo Santo Antônio (12). Os eventos movimentaram as cidades tendo em vista que noivos puderam chamar os familiares e amigos para presenciar o momento especial.

 

Leia também - Pedro Scooby mostra onda que o derrubou: 'Onde pesadelo começou'


Em São Félix do Araguaia, dentre os 14 casais que se uniram, oito eram da comunidade de Esporão do Leste, a 200 quilômetros de distância. Ansiosas, as noivas vieram pela manhã e foram recebidas no Centro de Referência e Assistência Social (Cras) da cidade onde tomaram banho, fizeram maquiagem e se vestiram de noiva para esperar a chegada do momento em que falariam ‘sim’ para o esposo.

Em Luciara, houve oito casais e em Novos Santo Antônio, outros dois. Em todos os lugares por onde o Araguaia Cidadão passa, os casamentos são totalmente gratuitos para os casais que se dispõe a participar. A medida é possível por conta de uma parceria firmada entre o Poder Judiciário, os cartórios extrajudiciais locais para que sejam dispensados os emolumentos referentes ao casamento e Defensoria Pública, que certifica a hipossuficiência do casal. Puderam participar do evento as famílias que percebem renda básica de dois a três salários mínimos. Cada casamento, se fosse pago, poderia chegar a R$ 600.

Dentre os noivos de São Félix estava o casal Alex Coelho de Souza e Deuseir Araújo Ferreira, juntos há 15 anos e com três filhos, um de 14 anos, outro de 12 e o menor de dois meses. Eles já se consideravam casados, mas o marido resolveu oficializar a união porque “queria que a união fosse mais completa”. Para tanto, aproveitou a oportunidade e a gratuidade do evento.

“A gente acabou indo morar juntos e as crianças vieram em seguida e fomos continuando. A gente nem estava mais cogitando casar, mas daí ela recebeu pelo whatsApp uma mensagem falando dos serviços que seriam ofertados no mutirão e me contou, então eu falei com ela se podíamos oficializar e ela aceitou. Nós nos encaixamos em todos os requisitos e agora estamos legalizando a situação. Nós já estávamos bem, mas queríamos completar o que já existia.”

O coordenador do Araguaia Cidadão, juiz José Antonio Bezerra Filho, explicou aos casais presentes que cada detalhe foi minuciosamente pensado para trazer muita alegria e felicidade a um momento tão especial. “Vejo casais carinhosos aqui e quero desejar que continuem amando profundamente um ao outro e que deem o exemplo aos filhos e netos. Esse casamento só foi possível devido ao esforço dos parceiros que acreditam na ação. Hoje é um dia abençoado e queremos que seja a semente de um futuro de esperança e ainda mais consolidado pelo amor.”

A juíza Janaína Cristina de Almeida, que jurisdiciona as três cidades, destacou que em cada casamento ela percebe o quanto a ação aproxima o Judiciário da sociedade. “Eu pude perceber aqui, no olhar de cada um dos casais, o amor e fico muito feliz em saber que, apesar de todas as dificuldades, o amor ainda se sobressai. Vejo também a felicidade, o companheirismo e o respeito. Desejo que esses sentimentos ajudem a superar os obstáculos que todos os casais enfrentam. O Judiciário mato-grossense se esforça em estar cada vez mais perto dos cidadãos ouvindo e ajudando em seus anseios, motivo da realização desse grande evento.”

O casamento comunitário é realizado em todas as cidades que recebe o Araguaia Cidadão. O próximo já está marcado para ser feito em Cocalinho (866 quilômetros de Cuiabá), no dia 15 de novembro.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Jornal do Meio Dia - JM

Jornal do Meio Dia - JM

Enquete

Qual sua opinião sobre a propaganda partidária em rádio e TV?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 13/12/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 24,65 1,02%

Algodão R$ 91,36 -0,12%

Boi a Vista R$ 138,50 -1,07%

Soja Disponível R$ 67,50 0,00%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.