Publicidade

Cuiabá, Sexta-feira 28/02/2020

Variedades - A | + A

História viralizou 16.12.2019 | 10h07

Jovem da quebrada dormiu no carro para se formar em Medicina

Facebook Print google plus

Reprodução

Reprodução

Quando Erick de Moraes escreveu um post no Facebook não imaginou que teria tanta repercussão. A história de superação do jovem que saiu do Parque Imperial, em Barueri, e conseguiu se formar em medicina viralizou.

 

Leia também - Conheça os caminhos para doar sangue e salvar dezenas de vidas

 

Filho de serralheiro e de diarista, o sonho de ser médico parecia distante. Um aluno mediano no curso técnico, precisou se esforçar muito para conseguir uma vaga em uma universidade.

 

O primeiro passo foi recuperar as lacunas da formação básica. “Fiz cursinho popular e comecei do básico mesmo, eles me ajudaram muito, mas não tinha condições financeiras de pagar a passagem e me manter ali”, conta. O jeito foi montar um plano de estudos e se dedicar em casa mesmo.

 

Deu resultado. As notas no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) foram boas e a situação financeira da família permitiu uma bolsa integral no ProUni (Programa Universidade para Todos). Erick até se esforçou em cursar administração de empresas no Mackenzie, mas a vontade de ser médico falou mais alto.


Abandonou o curso para desespero da família. “Tive uma discussão séria com o meu pai, que não entendeu que eu realmente queria estudar, ele achava que eu ficaria encostado”, conta. Depois da briga, foi morar no interior na casa de um tio.

 

O esforço não foi em vão e o jovem conquistou uma vaga no curso de medicina na Universidade Anhembi Morumbi. A alegria da conquista logo se misturou com a luta para continuar no curso de período integral.

 

“Eu recebia a bolsa que tinha direito pelo ProUni, mas não tinha como trabalhar, o que era um problema pra mim, tinha de me virar com marmita e com os livros”, lembra. Também precisou interromper a faculdade para trabalhar e juntar dinheiro.

 

"Comprei um carro, que usava para chegar nos locais mais distantes da residência, mas o dinheiro que juntei não foi suficiente para me manter até o final da faculdade”. Para fazer continuar, valia dormir no carro e tomar banho na academia.

 

 

“Sofri por ser pobre em um curso de elite, ouvi de um colega que eu jamais sairia da pobreza, não foi fácil, mas estou aqui, com o diploma na mão”, orgulha-se.

 

Para ajudar estudantes como ele, Erick criou o canal Médico da Quebrada com dicas para jovens que como ele sonham alto e vão à luta para concretizar seus objetivos.

 
Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Número de delações premiadas significa que MT está sendo passado a limpo?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 28/02/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 20,20 -1,46%

Algodão R$ 94,79 0,43%

Boi a Vista R$ 131,00 0,00%

Soja Disponível R$ 66,50 -0,15%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.