Publicidade

Cuiabá, Segunda-feira 21/09/2020

Variedades - A | + A

virou réu 16.09.2020 | 12h07

Ministério Público denuncia youtuber Júlio Cocielo em processo por atos de racismo

Facebook Print google plus

Reprodução/Instagram

Reprodução/Instagram

Júlio Cocielo se tornou réu em processo de racismo por postagens nas redes sociais entre os anos de 2011 e 2018. A denúncia, feita pelo Ministério Público do Estado de São Paulo, foi aceita pela juíza Cecilia Pinheiro da Fonseca, da 3° Vara Criminal de São Paulo, nesta terça-feira (15).

 

Segundo o documento, o youtuber e influenciador digital "praticou e incitou a discriminação e preconceito de cor, cometido por intermédio dos meios de comunicação social qual seja publicações diversas na sua conta pessoal @cocielo da rede social 'twitter'".

 

Leia também - Internada com pneumonia, Vanusa apresenta anemia

 

 

Cocielo, de 27 anos, é acusado de fazer as piadas desde 02 de novembro de 2011, mas foi na data 'final' citada pelo processo, dia 30 de junho de 2018, que o caso ganhou mais repercussão.

 

Na ocasião, que se deu durante a Copa do Mundo, ele fez um tuíte sobre o jogador francês Mbappé e foi acusado por milhares de internautas de racismo. "mbappé conseguiria fazer uns arrastão top na praia hein", dizia a postagem. O episódio também resultou em uma ação civil pública movida pelo MP, que cobra R$ 7,5 milhões de indenização.


Este, no entanto, não é o único post citado na denúncia. Outros, como "eu queria ter gravado um vídeo sobre o dia da consciência negra, só que aí deixei quieto porque na cela não tem wi-fi", "nada contra negros, tirando a melanina" e "o brasil seria mais lindo se não houvesse frescura com piadas racistas. mas já que é proibido, a única solução é exterminar os negros" também foram incluídos.


Se for condenado, Cocielo, que é dono do CanalCanalha e possui mais de 19 milhões de seguidores nas redes sociais, pode pegar de dois a cinco anos de prisão.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Onze candidatos disputam o Senado, você acha que o número amplia o leque de propostas ou mostra a desunião da classe política?

Parcial

Edição digital

Segunda-feira, 21/09/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 21,10 0,48%

Algodão R$ 90,02 0,51%

Boi a Vista R$ 137,00 0,00%

Soja Disponível R$ 58,99 0,32%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.