Publicidade

Cuiabá, Terça-feira 15/10/2019

Cidades - A | + A

ENSINO SUPERIOR 28.08.2019 | 11h57

Campus da UFMT em Rondonópolis ganha Faculdade de Ciências Aplicadas e Políticas

Facebook Print google plus

Reprodução

Reprodução

O campus da Universidade Federal de Mato Grosso em Rondonópolis (a 212 km ao sul de Cuiabá) vai contar com uma nova unidade acadêmica:  a Faculdade de Ciências Aplicadas e Políticas (Facap). A criação foi aprovada em reunião do Conselho Diretor (CD) da UFMT, realizada na sexta-feira (23).

 

Leia também - Projeto de escola foca na inclusão de alunos estrangeiros

 

Nascida a partir de um desmembramento do Instituto de Ciências Humanas e Sociais (ICHS), a Faculdade abrigará os cursos de Ciências Contábeis, Ciências Econômicas e Administração. De acordo com a reitora da UFMT, professora Myrian Serra, a ação promoverá a consolidação do campus e sua emancipação com a Universidade Federal de Rondonópolis (UFR).

 

A criação era uma discussão antiga e um anseio de vários anos da comunidade acadêmica e surge da junção de cursos de ciências aplicadas e vai permitir o fomento da pesquisa, do ensino e da extensão na área. O objetivo da nova unidade é fomentar o desenvolvimento das Ciências Aplicadas e Políticas, a partir de ações conjuntas dos cursos que os integram e áreas afins. 

 

Diretora do ICHS à época da solicitação, a professora Antonia Marilia Medeiros Nardes diz que sempre lutou pela criação da Facap. “O ICHS possui dez cursos, dois programas de pós-graduação e duas atividades – o Celig [Centro de Línguas] e o Neati [Núcleo de Estudos e Atividades da Terceira Idade] – congregando o maior número de alunos e professores”, contextualiza a docente, acrescentando que a Faculdade era uma necessidade para o desenvolvimento da área das ciências aplicadas.

 

A graduação em Ciências Contábeis foi uma das primeiras a serem criadas no campus de Rondonópolis e possui um significativo número de docentes que têm que trabalhar nas áreas afinadas a eles. 

 

O chefe de departamento, professor João Bosco Arbués Carneiro Junior, pontuou que a luta antiga não era apenas para os três cursos que integrarão a Facap, mas para todo o Câmpus. “Vamos continuar lutando para trazer mais cursos para a Faculdade, melhorar a forma de organização e traçar novas metas com criação de programas de mestrado, programas de capacitação e parcerias com empresas privadas. Tudo isso vai ser facilitado com a criação da Facap”, finaliza. 

 

Rondonópolis 

Segundo o Anuário Estatístico 2018 da UFMT, o campus de Rondonópolis conta com 3.716 discentes na graduação e 206 estudantes na pós-graduação.

 

Reprodução

UFMT Rondonópolis

 

Atuam na unidade com 297 docentes e 90 técnicos administrativos distribuídos nos Institutos de Ciências Agrárias e Tecnológicas (ICAT); de Ciências Exatas e Naturais (ICEN); e de Ciências Humanas e Sociais (ICHS). 

 

A graduação conta ainda com 22 cursos – Administração, Biblioteconomia, Ciências Biológicas (bacharelado e licenciatura), Ciências Contábeis, Ciências Econômicas, Enfermagem, Engenharia Agrícola e Ambiental, Engenharia Mecânica, Geografia, História, Letras (Língua e Literatura Inglesa e Língua Portuguesa), Matemática, Medicina, Pedagogia, Psicologia, Sistemas de informação e Zootecnia – que oferecem 1.147 vagas pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu). 

 

Já na pós-graduação, são oferecidos cinco cursos de mestrado, nas áreas de Educação, Engenharia Agrícola, Geografia, Gestão Tecnológica e Ambiental e Zootecnia e um profissional na área de Matemática (Profmat). 

 

Em março de 2018, a partir da Lei 13.637, a unidade foi desmembrada para a criação da Universidade Federal de Rondonópolis (UFR). Em dezembro do mesmo ano, o Ministério da Educação (MEC) definiu a UFMT como universidade tutora para a implantação da UFR. (Com informações da Assessoria).

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Jornal do Meio Dia - JM

Jornal do Meio Dia - JM

GD

GD

Enquete

Ter um diploma leva a uma maior remuneração?

Parcial

Edição digital

Terça-feira, 15/10/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 22,70 -2,16%

Algodão R$ 95,19 -0,05%

Boi a Vista R$ 134,15 -0,07%

Soja Disponível R$ 66,25 0,38%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.