Publicidade

Cuiabá, Segunda-feira 27/01/2020

Cidades - A | + A

Música pelas ruas 08.12.2019 | 08h57

Cantora de MT cria 'palco móvel' para se apresentar pelo Brasil

Facebook Print google plus
Ana Flávia Corrêa

anaflavia@gazetadigital.com.br

Arquivo Pessoal

Arquivo Pessoal

Um baú capaz de carregar vários instrumentos que, quando aberto, se transforma em palco. É assim que a cantora Tati Faria, que reside em Sinop (500 km ao norte de Cuiabá) pretende levar a sua música para 8 estados do país no próximo ano. Goiás, Distrito Federal, Mina Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Bahia, Alagoas e Ceará fazem parte da sua agenda.

 

Acompanhada de sua esposa, o enteado e uma amiga, a ideia é conseguir montar o palco e se apresentar em qualquer lugar que disponha de uma tomada, seja em barzinhos ou até mesmo em praça pública. A viagem está programada para iniciar no dia 2 de janeiro e terá duração estimada de 50 dias. 

 

Leia também - João Bosquo lança livro de poesias em homenagem aos 300 anos da capital

 

"Foram me convidando para tocar nos lugares. Conversando com a minha esposa sobre como a gente ia levar as minhas coisas, porque a princípio eu ia levar equipamentos no carro só e a gente estava quebrando a cabeça. Não queríamos ir e dois carros porque ia ficar muito cansativo as duas dirigindo até lá e ela me sugeriu fazer uma carreta e eu tive a ideia do palco", explicou. 

 

A artista, então, conversou com um amigo que customiza carretas e viaja com uma churrasqueira assando carne nos lugares em que é convidado. Juntos eles pensaram no material, nas medidas e em todos as informações práticas para viabilizar o sonho do palco móvel. O veículo sobre duas rodas começou a ser construído no final de novembro e a estimativa é de que fique pronto pouco antes da viagem. 

 

"Eu vou levar caixa de som, violões, nossas malas, também vou levar isopor com comida e bebida para precaver. Precisamos de algo com muito espaço porque somos em quatro. Vou levar uns fios, uns leads para pendurar e chamar a atenção. Tudo o que eu preciso é de uma tomada, minha estrutura não é muito pesada e eu vou levar tudo", disse. 

 

Para cada estado, o objetivo de Tati é levar um repertório diferenciado que misture a sua bagagem com a cultura de cada região. Contudo, ela assegura, não há nada programado e a artista gosta de ser surpreendida por cada público e cada cidade. "Eu sei qual é a história de vocês e estou aqui para contar a minha", pontuou. 

 

Sua vontade é alcançar seu crescimento enquanto artista e também como pessoa, além de enxergar novos horizontes. Por hora, ela ainda procura novos patrocinadores para arcar com eventuais imprevistos. 

 

"Eu nunca tive a oportunidade de viajar, eu conheci a praia com 25 anos. Eu pensei que o Brasil é tão grande e a gente fica almejando viagem para o exterior. Fiquei curiosa em saber como é a vida dos músicos e de tocar para essas pessoas. Quero aumentar minha bagagem cultural e a minha percepção de público", finalizou. 

 

Para acompanhar a trajetória de Tati, acompanhe suas redes sociais.

Galeria de fotos

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Jornal do Meio Dia - JM

Jornal do Meio Dia - JM

Enquete

Como garantir uma velhice saudável?

Parcial

Edição digital

Segunda-feira, 27/01/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 20,20 1,00%

Algodão R$ 121,43 0,13%

Boi a Vista R$ 138,17 0,12%

Soja Disponível R$ 68,00 -1,31%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.