Publicidade

Cuiabá, Segunda-feira 25/05/2020

Cidades - A | + A

aglomeração 22.05.2020 | 11h41

Carla Bora é hostilizada nas redes sociais após festa e foto com CV

Facebook Print google plus
Jessica Bachega e Yuri Ramires

redacao@gazetadigital.com.br

Reprodução

Reprodução

Essa semana, a influencer digital Carla Bora participou de uma festa de aniversário e publicou imagens da confraternização em sua rede social. Em uma das fotos, ela chegou escrever 'CV' - sigla de uma facção criminosa. Após a postagem, a modelo recebeu várias mensagens de seguidores criticando sua atitude e dizendo que ela não deveria estar em aglomerações durante a pandemia, bem como seu posicionamento. Ela justificou que a festa era na casa de uma amiga e que todos os participantes eram da mesma família. 

 

Em entrevista ao , ela contou que foi convidada para a festa de aniversário da sua melhor amiga, que aconteceu na casa da família dela, onde moram 10 irmãos. As mesmas explicações que deu aos seguidores um dia após a públicação dos vídeos. Carla foi acusada de desrespeitar a orientação da Organização Mundial da Saúde (OMS) para combater o avanço da contaminação pelo coronavírus, que é o isolamento social.

 

Leia também - PM prende dois por corrupção de menores durante 'festinha' em casa do Santa Rosa

 

Nas imagens, ela parece cantando e dançando com amigos e depois fumando narguilé. O clima é de alegria e de festividade, como toda comemoração deve ser. Em um dos vídeos, ela aparece cantando, na legenda, marca as iniciais 'CV' e ao lado, citado o cantor de funk Mc Dentinho, morador de Cuiabá. 

 

Sobre a citaçaõ do 'CV', que pode ou não significar a sigla de uma facção criminosa, Carla foi objetiva. "Eu tenho amigos e amigas de todos os tipos, pobre, rico, policial, bandido. Posso ser amiga de todo mundo, mas isso não comprova que eu seja integrante de facção. Eu estava em uma festa de família", disse. 

 

A confusão nesta sexta (22) foi maior ainda, já que a influencer viu seu nome envolvido em uma festa de facção criminosa fechada pela PM. Boataria que ela estava entre uma das presas. "Falaram que eu fui presa, o que é mentira. Meu pai ligou para saber se eu estava. Não é verdade".

 

Justificativa aos seguidores 

“Ontem recebi convite para ir no aniversário da minha melhor amiga, na casa dos pais dela. E assim, a família dela é muito humilde, muito grande, 10 filhos e moram todo mundo junto”. “Como eu fiz um vídeozinho todo mundo dançando, muita gente veio falar que era aglomeração e não sei o que, mas era só família, tanto é que a polícia foi lá”, continuou Carla.

 

A festa ganhou repercussão nacional e foi manchete no Balanço Geral, da TV Record. Carla disse em entrevista que chegou a ser orientada a contar aos seguidores que eram vídeos de outro dia, mas afirmou que não gosta de mentiras. “Antes de espalharem mentiras, eu não fiz a festa, não foi na minha casa. Tudo que eu expliquei mais cedo, foi o que eu disse na entrevista”, disse aos seguidores.

Vídeo

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

A constante troca de ministros pelo presidente Jair Bolsonaro compromete a sua gestão?

Parcial

Edição digital

Segunda-feira, 25/05/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 19,80 -0,50%

Algodão R$ 89,17 -0,36%

Boi a Vista R$ 136,33 0,06%

Soja Disponível R$ 64,50 -0,15%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.