Publicidade

Cuiabá, Terça-feira 18/02/2020

Cidades - A | + A

segurança 08.01.2020 | 16h45

Lei determina que cães de porte médio a gigante andem com focinheira e guia

Facebook Print google plus

Reprodução

Reprodução

Cachorros de porte médio a gigante não poderão circular sem coleira, guia curta de condução e focinheira em locais públicos, de acordo com a lei de autoria do deputado estadual Silvio Fávero (PSL), que passa a valer a partir da última terça-feira (7).

 

A lei foi publicada no Diário Oficial nesta quarta-feira (8). Conforme a publicação, os animais de médio porte foram definidos por tamanho de 36 a 49 cm e de 15 a 25 kg, enquanto cães grandes são de 50 a 69 cm e de 25 a 45 kg, e porte gigante acima de 70 cm e de 45 a 60 kg.

 

Leia também - Deputado é atacado por cachorro e passa por cirurgia no rosto

 

O deputado Silvio Fávero foi atacado por um cachorro da raça Border Collie em março do ano passado, enquanto assistia a um torneio de futebol em Lucas do Rio Verde (354 km ao Norte de Cuiabá). O parlamentar foi mordido na altura dos olhos e precisou passar por uma cirurgia de reconstrução da pálpebra.

 

A lei estadual determina que os proprietários pelos animais sejam inteiramente responsáveis por incidentes causados por eles. Além disso, os condutores devem equipar os cães com os equipamentos de segurança, como a guia curta de 2 metros ou focinheira correspondente à raça do animal.

 

Em caso de ataques a pessoas ou outros animais, o dono será penalizado com multa no valor de dez Unidades Padrão Fiscal do Estado de Mato Grosso (UPF-MT). Em caso de reincidência, o valor será dobrado.

 

De acordo com a presidente da Associação Mato-grossense Protetora dos Animais (APAM), Valéria Cerisara, a lei é válida para assegurar, acima de tudo, a segurança de pessoas e de outros animais.

 

“O foco maior, além do bem estar animal, é o bem das pessoas. Lógico que queremos cuique eles estejam bem cuidados, mas temos que ter esse olhar de proteção em primeiro às pessoas. Embora hoje a maioria desses animais sejam considerados membros da família, mas não deixa de ser um animal”, pontua.

 

Além disso, a presidente enfatiza a responsabilidade dos donos em cuidar do bicho de estimação, como por exemplo, usar focinheiras adequadas e que não machuquem o pet. “O tutor é que tem que fazer esse olhar e ver o que é adequado pro animal”.

 

Ainda conforme o texto da lei fica vedado o uso de focinheira a cães-guia e cães de resgate da Polícia Militar, quando em serviço.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Wilson - 09/01/2020

Tudo bonito. Quem vai fiscalizar? Faço caminhada aqui no Jardim Imperial e o quê se vê são animais caminhando com o dono sem focinheira e muitas vezes sem coleira.

1 comentários

1 de 1

Enquete

Como você aproveita os dias de Carnaval?

Parcial

Edição digital

Terça-feira, 18/02/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 18,80 2,45%

Algodão R$ 119,49 0,13%

Boi a Vista R$ 138,00 0,00%

Soja Disponível R$ 64,50 0,16%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.