Publicidade

Cuiabá, Sexta-feira 10/07/2020

Cidades - A | + A

dia das mães 09.05.2020 | 17h08

'É muito difícil, Samuel me tornou mãe', diz Anelice em seu 1° dia sem o filho

Facebook Print google plus

Reprodução

Reprodução

No domingo (10) é dia dos filhos agradarem ainda mais as mães. É uma data de celebração e agradecimento para aquela que deu a vida. Para milhares de pessoas, o dia é marcado pela distância por conta do isolamento imposto pela pandemia covid-19. Para uma mãe em especial, a data terá um gosto amargo da saudade. Esse é o primeiro Dia das Mães que Anelice Silva passa sem o filho Samuel Victor da Silva Gomes Carvalho, 7.


Leia também - Estado ainda não tem data nem medidas para volta às aulas

 

O pequeno desapareceu em 20 de outubro de 2019 e até hoje a investigação conduzida pela Polícia Civil de Rondonópolis não teve avanços para solucionar o caso. Diversas buscas com policiais militares, bombeiros, cães farejadores, pessoas da comunidade e campanhas foram feitas sem sucesso.


“A gente está levando, mas é muito difícil viver nessa angústia. Meu dia não será o mesmo sem meu filho mais velho. Foi ele que me tornou mãe e não está aqui comigo para celebrar o dia, como sempre fazia”, lamentou Anelice em entrevista ao .

 

Reprodução

samuel desaparecido

 Menino está desaparecido há 6 meses

Além de Samuel, Anelice tem outros 3 filhos. Um de 4 anos, outro de 2 e uma menininha de 5 meses. A mãe de Samuel estava grávida quando ele sumiu e o menino não conhece ainda a irmã.


“A semana antes do Dia das Mães já passei com aperto no peito maior do que os outros dias. Porque não fui à festinha da escola que sempre ia com ele. O irmão dele, Cesar, tem 4 anos e direto pergunta do Samuel”, relata.


A família mora na mesma casa em que Samuel brincava quando desapareceu. Sem trabalhar por conta do bebê pequeno, Anelice cria os filhos com a ajuda do irmão e dos pais das crianças.


“No meu coração tenho certeza que ele está vivo. Tenho esperança que um dia vai voltar para casa e a gente vai estar aqui para recebê-lo”, desabafa.


O caso
Samuel morava com a avó, Lucineide Silva. No dia do desaparecimento, ela se afastou do menino por alguns minutos para ir até a cozinha. Quando voltou ao quarto onde estavam, notou a falta da criança.

 

A suspeita é de que ele tenha pulado o portão e fugido. De acordo com os familiares, era comum que a criança andasse pela vizinhança para brincar com os amigos. Contudo, ele nunca ficou por tanto tempo afastado.

 

Qualquer pessoa que tenha informações que possam ajudar na localização do menor pode entrar em contato com a família pelos telefones (66) 99726-7942 e (66) 99688-3839.

 

 

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Governo federal está liberando R$ 1.045 do FGTS por trabalhador para movimentar a economia. O que você fará com o benefício?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 10/07/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 18,25 0,55%

Algodão R$ 100,58 -0,27%

Boi a Vista R$ 137,33 0,24%

Soja Disponível R$ 65,40 0,00%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.