Publicidade

Cuiabá, Sexta-feira 25/09/2020

Esporte - A | + A

DE OLHO NA BOLA DE OURO 20.07.2020 | 09h30

Confira sete razões para acreditar que 2020 pode ser ano do brasileiro Neymar

Facebook Print google plus

Reprodução/Instagram

Reprodução/Instagram

Neymar nunca escondeu de ninguém o desejo de ser escolhido pela Fifa como melhor jogador de futebol do mundo. Depois de ajudar na classificação do Paris Saint-Germain para as quartas de final da Champions League, o sonho pode ter fica mais próximo. A entidade de futebol ainda não definiu quando e como vai ser a premiação, após o adiamento durante a crise causada pela pandemia.

 

Mas, o R7 mostra sete motivos que provam que o prêmio pode ser possível para o brasileiro. Confira:

 

Leia também - Veja 6 opções para treinar o Flamengo com a saída do vitorioso Jorge Jesus

 

- Chaveamento bom na Champions
O sorteio da fase decisiva da Liga dos Campeões da Europa foi bom para o Paris Saint-Germain, já que de um lado disputam as equipes mais tradicionais da competição: Juventus, Bayern de Munique, Real Madrid, Barcelona e Manchester City. Do lado do time francês estão: Atalanta, Atletico de Madri e RB Leipsig

 

- Cristiano ou Messi
A final da Champions League é levada em consideração pelos jornalistas que escolhem o vencedor do prêmio "The Best" da Fifa. Pelo sorteio da competição, a finalíssima terá Cristiano Ronaldo ou Messi. O que já pode tirar um dos dois da frente de Neymar

 

- Jogos únicos
Devido à pandemia do novo coronavírus, os jogos decisivos da Liga dos Campeões serão únicos. No ano, Neymar tem se mostrado fundamental nessas partidas. Por exemplo, nas oitavas contra o Borussia Dortmund, que até o momento era a sensação do torneio, o brasileiro fez o gol no jogo de ida, que o PSG perdeu por 2 a 1, e marcou um dos dois na vitória por 2 a 0, em Paris

 

- Sem contusão grave
Nos últimos anos, o camisa 10 sofreu com graves lesões que o afastaram dos gramados por longos períodos. Na temporada 2019/2020 conseguiu ter mais ritmo de jogo. Ele atuou 22 vezes, marcou 18 gols e deu 10 assistências

 

- Forma física
Neymar, com o trabalho do fisioterapeuta Ricardo Rosa, conseguiu focar na preparação física e, atualmente, ele está em uma das melhores fases da carreira. De acordo com a imprensa francesa, o atacante voltou da quarentena três quilos mais magro e com mais massa muscular, o que ajuda a mantê-lo sem lesões graves

 

- De bem com o grupo
No fim da temporada de 2019, o brasileiro chegou a reclamar publicamente de alguns jogadores do PSG. Ao que tudo indica, hoje a situação não é mais essa. Tanto que as festas com todo o elenco do time francês estão sempre nas redes sociais dos atletas. Esta foto é da comemoração dos 28 anos do brasileiro, em fevereiro

 

- Confiança da torcida
O que parecia impossível aconteceu: a torcida voltou a confiar no brasileiro. No começo da temporada, após tentativa frustrada de voltar ao Barcelona, Neymar foi vaiado e xingado pelos torcedores do PSG. A possibilidade real de conquistar a sonhada Liga dos Campeões mudou o cenário

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Onze candidatos disputam o Senado, você acha que o número amplia o leque de propostas ou mostra a desunião da classe política?

Parcial

Edição digital

Quinta-feira, 24/09/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 19,55 -0,26%

Algodão R$ 90,55 -0,65%

Boi a Vista R$ 131,25 -0,64%

Soja Disponível R$ 66,00 -0,83%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.