Publicidade

Cuiabá, Sábado 14/12/2019

Polícia - A | + A

ESTUPRADA E MORTA 20.07.2019 | 10h53

Carta em protesto pela morte de Natalya viraliza na internet

Facebook Print google plus

Reprodução

Reprodução

O assassinato da menina Natalya Bianca Lima, 8, em Sorriso (420 km ao Norte de Cuiabá), na quarta-feira (17), tem repercutido em diversos estados. A menina foi estuprada e morta por estrangulamento e uma carta protesto circula nas redes sociais e tem milhares de compartilhamentos de pessoas revoltadas com o crime bárbaro.

 

Leia também - Acusado já havia estuprado vizinho de 9 anos em 2013

 

No texto, a autora Daniela Aquino Silva, que mora em São Paulo, escreve como se a vítima estivesse falando. Demonstra sua agonia, desespero e tristeza diante da morte prematura.

 

“Enquanto ele abusada de mim os meus olhos ficavam roxos ( era a minha vida indo embora ) eu tentei lutar, tentei me debater, mais eu era só uma menininha frágil e indefesa”, diz parte da carta.

 

No decorres do protesto, ela menciona fatos noticiados de que o rapaz já havia estuprado um menino de 9 anos antes e que ficou “impune” por ser menor.

 

Critica a Justiça por não ter evitado que Jonathan Nicolas Duarte, 20, fizesse nova vítima. “Aquele homem pode até ter tirado a minha vida, mais foi a justiça desse país quem apertou o gatilho”.

 

Somente na página de Daniela, o post tem mais de 3 mil comentários e 4 mil compartilhamentos. Sem contar os números dos compartilhamentos de outras pessoas que pegaram a publicação de outras contas.

 

“Calma papai porque agora a minha festinha será no céu. Os anjos já foram convidados e o meu convidado de honra é o meu Deus! Então não chores mais porque aqui estou bem guardada e ninguém vai me machucar de novo”, diz trecho da

mensagem.

 

Ao fim do desabafo, a autora escreve: “E eu sou mais uma princesinha que ficou pra estatística”.

 

O caso
A menor foi estuprada e morta na madrugada do dia 18 de julho, em Sorriso. O suspeito Jonathan Nicolas Duarte teria invadido a casa, onde a menina estava sozinha, a violentou e quebrou seu pescoço.

 

A mãe encontrou a filha desacordada na cama e a encaminhou para o hospital, mas ela já estava morta.

 

O homem foi preso no dia dos crime e encaminhado para o presidio Ferrugem, em Sinop. Ele confessou o crime e disse que tinha consumido drogas antes de cometer o assassinato.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Joelma Pereira Fernando dos Santos - 21/07/2019

Eu fico revoltada quando leio este tipo de notícias, principalmente por saber que o homem já havia ESTRUPADO outra CRIANÇA..E tenho ódio de Políticos que criam leis pra se favorecer e não cuida das nossas crianças. De verdade,tomara que Morra do mesmo jeito!

Joacas - 20/07/2019

Precisamos pensar seriamente na proposta de se implantar castração química para animais como este.

2 comentários

1 de 1

Enquete

Os políticos estão interessados na crise climática mundial?

Parcial

Edição digital

Sábado, 14/12/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 23,75 1,28%

Algodão R$ 90,18 0,56%

Boi a Vista R$ 130,83 0,12%

Soja Disponível R$ 65,10 -0,15%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.