Publicidade

Cuiabá, Sábado 24/10/2020

Polícia - A | + A

ENTERROU O CORPO 16.12.2019 | 10h30

Lutador de MMA de Cuiabá é preso por matar empresário no Pará

Facebook Print google plus

Reprodução

Reprodução

Lutador de MMA, Antônio Magno Lima Pereira, 33, conhecido popularmente como ‘Cri Cri’, foi preso no último sábado (14), em Cuiabá, acusado de matar e enterrar o corpo do empresário Eurivaldo Alves Marino, o Cotia, encontrado no último sábado em uma cova no quintal da casa da mãe do suspeito, no Pará.  

 

Ele foi preso após usar o celular da vítima para tentar tirar dinheiro de familiares e amigos do empresário. Localizador ajudou a encontrar o suspeito. 

 

De acordo com as informações da família da vítima, o empresário foi dado como desaparecido na segunda-feira (9). Desde então, família, amigos e autoridades locais passaram a fazer buscas pela região de Moraes Almeida, especialmente próximo do garimpo Boa Esperança.

 

Leia também - Servidor do TJ é morto com tiro no peito após discussão em mercearia

 

Após 5 dias de buscas, o corpo do empresário foi encontrado enterrado em uma cova rasa no terreno próximo de um barraco abandonado, que pertence a mãe do lutador de MMA Antônio Magno Lima Pereira, principal suspeito de ter cometido o crime. 

 

Investigações da Polícia Civil do Pará apontaram que Antônio chegou no garimpo há 6 meses. O empresário foi morto com dois tiros, um no tórax e outro na cabeça. A motivação ainda está sendo investigada, mas acredita-se que seja o caso de desacordo entre os dois.

 

Extorsão

Após o crime, Cri Cri ficou com o celular da vítima e desde então, passou a mandar mensagens para amigos e familiares do empresário pedindo direito. Ele ficou 5 dias se passando pela vítima já morta.

 

Com base nas informações e também no rastreio do celular, uma força tarefa entre as polícias do Pará e de Mato Grosso conseguiram prender Antônio Magno em Cuiabá, que passou por audiência de custódia, mas teve a prisão mantida.

 

Ele foi levado para a cidade de Matupá pelos policiais da Gerência de Operações Especiais (GOE), onde foi entregue para a Polícia Civil do Pará. O corpo do empresário foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) e, conforme a família, será velado e sepultado em Rondônia.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Como você avalia a ausência de um candidato convidado para debater com adversários?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 23/10/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 61,00 2,52%

Algodão R$ 125,19 1,55%

Boi à vista R$ 242,24 0,00%

Soja Disponível R$ 161,50 0,31%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.