Publicidade

Cuiabá, Quarta-feira 26/02/2020

Variedades - A | + A

Independente da América Latina 25.11.2019 | 09h47

Mostra de Audiovisual Universitária exibe de segunda até sexta 41 curtas na UFMT

Facebook Print google plus

Luiz Leite

Luiz Leite

A realização audiovisual universitária e independente em formato de curta duração é destaque entre os dias 25 e 29 de novembro, a partir das 19h, no auditório do Centro Cultural da Universidade Federal de Mato Grosso. A  Mostra  e Audiovisual Universitário e Independente da América Latina (Maual 2019), realizada pelo Cineclube Coxiponés, exibirá 41 curtas oriundos de diferentes estados brasileiros, além de dois filmes colombianos. 11 dos 41 curtas exibidos na mostra competitiva são produções mato-grossenses.

 

A abertura da Maual  acontece na segunda, 25 de novembro, a partir das 19h, no Auditório do Centro Cultural da UFMT, com ambientação musical e performance “A justiça dos poderes a mim conferidos” do Theatro Fúria e Coletivo Coma a Fronteira. Entrada e pipoca gratuitas. Classificação indicativa: 16 anos (segunda, terça, quarta e sexta) e 18 anos (quinta-feira).

 

Os curtas exibidos na Mostra Competitiva concorrem ao Troféu da Maual 2019 pelo júri oficial e popular. O júri oficial da 18ª MAUAL é composto pelo realizador audiovisual e professor do Curso de Comunicação Social da UFMT Leonardo Esteves,
pela jornalista e Diretora de Produção de Radialismo da TV Universidade Priscilla Del Llano, pela estudante do Curso de Cinema & Audiovisual da UFMT Gabriela Ritterbusch, pela produtora audiovisual e Coordenadora do Curso de Comunicação
Social do UNIVAG Caroline Araújo e pelo ativista e artista audiovisual Rodrigo Zaiden.

 

Leia também - Mãe encontra quarto devastado após deixar filho sob cuidado do pai

 

As informações sobre a programação da Maual 2019 estão disponíveis no site da Mostra www.mostrauniversitariaufmt.com (e ao final deste release). Foram selecionados 41 dos 116 curtas inscritos na Mostra, abrangendo trabalhos de diferentes
estados brasileiros, além de duas obras colombianas.

 

Para a seleção dos filmes exibidos na mostra competitiva da Maual 2019, a Comissão Organizadora da Mostra convidou uma Comissão de Seleção formada pela pesquisadora e curadora de atividades cineclubistas Ana Maria Souza, pelos professores do Curso de Radialismo e Cinema & Audiovisual da UFMT Letícia Capanema, Gabriel Costa Correia e Moacir Francisco de Sant’Ana Barros, pelo técnico administrativo do Programa de Pós-graduação em Estudos de Cultura Contemporânea (ECCO/UFMT)  Glaucos Monteiro e pela estudante do Curso de Cinema & Audiovisual da UFMT, Larissa Acosta Canavarros. Foram selecionados curtas nas modalidades Universitária e Independente, sendo que cada modalidade subdivide-se em três categorias:  documentário, experimental e ficção.

Luiz Leite

Na Pele

 

Além dos curtas colombianos, entre os selecionados do Brasil há 15 filmes da região Centro-Oeste (sendo 11 mato-grossenses), 12 da região Sudeste, 8 da região Sul e 4 da região Nordeste. Em 2019 a Mostra não recebeu inscrições oriundas da região Norte do país. Para a mostra competitiva foram selecionados 24 curtas na modalidade Universitária (sendo 9 documentários, 2 experimentais e 13 ficções) e 17 curtas na modalidade Independente (sendo 4 documentários, 2 experimentais e 11 ficções).

 

A programação da Maual 2019 é composta, além da exibição competitiva e informativa de curtas, por debates sobre os filmes exibidos e exibição de conteúdos audiovisuais relacionados aos 18 anos da Mostra. Como já é tradição na MAUAL, em
todas as noites a pipoca é oferecida gratuitamente aos participantes. Nesta edição todas as sessões da mostra competitiva serão antecedidas por um “esquenta” cultural, com discotecagem e performances artísticas no saguão do Centro Cultural a partir das 18h30.

 

Também integra a Maual  2019, no período vespertino, o Encontro da Rede Cineclubista de Mato Grosso (REC-MT), que reunirá ativistas do audiovisual matogrossense que desenvolvem, em difere ntes cidades do Estado, atividades de estímulo à
difusão, pesquisa, memória e realização audiovisual.

 

Uma novidade desta edição serão os aulões matinais, com conversa com realizadores audiovisuais baseados em Mato Grosso, entre 25 e 29 de novembro, no período matutino. Na segunda, o cineasta Amauri Tangará faz um panorama de seus trabalhos audiovisuais. Na terça, o diretor de fotografia Marcelo Biss compartilha com os participantes do aulão sua trajetória de 35 anos no audiovisual. Na quarta, a realizadora e professora do ECCO/UFMT Marithê Azevedo apresenta um panorama sobre os cinemas periféricos e o modo como estas tendências se organizam em relação ao cinema hegemônico hollywoodiano. Na quinta, a realizadora audiovisual e coordenadora da Mostra de Cinema Negro de Mato Grosso Juliana Segóvia aborda o protagonismo feminino e outras práticas de resistência no audiovisual. Finalizando os aulões, na sextafeira o montador Marcelo Sant’Anna discorre sobre técnicas de edição e finalização de som e imagem. Os aulões, assim como as demais atividades da Maual 2019, oferecerão aos participantes declarações de freqüência com a carga horária
correspondente às atividades freqüentadas.

 

Realizada pelo Cineclube Coxiponés da Universidade Federal de Mato Grosso através da Pró-Reitoria de Cultura, Extensão e Vivência da UFMT (PROCEV), a 18ª Maual conta com a parceria dos Cursos de Radialismo e de Cinema & Audiovisual da UFMT, ComunicArte UFMT, Rede Cineclubista de Mato Grosso (REC-MT), ComunicArte UFMT e Associação Mato-Grossense de Audiovisual (MTCINE).

Divulgação

Maual

 

As atividades relacionadas à Maual integram a Temporada Cultural e Artística UFMT 2019, encerram a Agenda Cuiabá Tricentenária da Coordenação de Cultura/PROCEV/UFMT e abrem as atividades em comemoração dos 49 anos da UFMT.

 

Para outras informações sobre a programação oficial da MAUAL 2019, consulte o site www.mostrauniversitariaufmt.com ou siga o Cineclube Coxiponés no Facebook /coxipones e no Instagram @cinecoxipones. Mais informações: (65) 3615-8349
(Thelma Saddi, Produtora Cultural do Cineclube Coxiponés da UFMT).

 

 

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Número de delações premiadas significa que MT está sendo passado a limpo?

Parcial

Edição digital

Terça-feira, 25/02/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 23,75 1,28%

Algodão R$ 89,59 -0,32%

Boi a Vista R$ 134,72 -0,17%

Soja Disponível R$ 65,00 -0,31%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.