Publicidade

Cuiabá, Sexta-feira 06/12/2019

Cidades - A | + A

CULTURA POPULAR 07.08.2019 | 10h31

Campeão do Festival de Siriri, Flor do Campo apresenta espetáculo Negritude

Facebook Print google plus

Rafa Bastos

Rafa Bastos

Consagrado campeão do 13º festival de siriri de Cuiabá de 2019, o grupo de siriri Flor do Campo traz o orgulho e a riqueza cultural dos negros que lutam para manterem vivas suas raízes. O espetáculo Negritude será apresentado na sexta-feira (9), às 20h30, no Cine Teatro Cuiabá. Os ingressos custam R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia) e quem doar um quilo de alimento paga o valor do ingresso solidário: R$ 20.

 

Leia também - Curso de audiovisual, cinema e exposição estão na agenda cultural desta semana

 

Tereza de Benguela , mãe Bonifácia, São Benedito, São Sebastião , capoeira, maculelê, Missa dos Quilombos, lavagem das escadarias do Rosário, as Baianas e tantos outros ícones da cultura afro-brasileira se farão presentes na noite especial. 

 

Rafa Bastos

Grupo Siriri Flor do Campo

 

Ovacionado durante o Festival de Siriri, realizado em Cuiabá no mês de maio, tendo levado nota máxima em todos os quesitos, o grupo evidencia em sua apresentação a luta feminina negra ancestral, aquilombando a diversidade étnica, nos pautando desde o período em que negros e indígenas eram escravizados, de Vila Bela a Cuiabá, sem deixar esquecer a herança dos siriris de devoção aos santos, São Benedito, São Sebastião, Nossa Senhora Aparecida, Nossa Senhora do Rosário e tantos outros praticados nos quintais. 

 

De acordo com a criadora do grupo, Matilde Silva, o espetáculo é um refúgio de sobrevivência, resistência e grito dos negros. “Momento em que o Flor do Campo exprime feminilidade, tradição e ancestralidade ao som do mocho, repique do ganzá e da viola de cocho, homenageando a rainha e liderança em busca pela liberdade: Tereza de Benguela”. 

 

A participação especial fica por conta da Cia de Teatro Cena Onze, Grupo de Capoeira Porto da Barra, Grupo das Religiões de Matriz Africana e Comunidade Quilombola de Mata Cavalo, além de Edmilson Maciel, que assina a produção juntamente com Flávio Ferreira, Flávia Taques, José Augusto Barbosa e Carlos Jerônimo. 

 

Rafa Bastos

Grupo Siriri Flor do Campo

 

"A ideia foi criar uma ambiência negra onde os valores culturais sejam resgatados, evidenciados e exaltados. O espetáculo começa quando o público pisa na calçada do Cine de Teatro e é transportado para um universo  que envolve cultura, religiosidade, orgulho. O público é então convidado a uma reflexão sobre o negro na nossa sociedade", destaca o diretor Flávio Ferreira. 

 

O grupo 

O Flor do Campo foi fundado por Matilde Silva, nascida em 6 de março de 1955, e como legítima cuiabana, aprendeu a dançar o siriri ‘desde que se entendeu por gente’ - afirma Matilde, com orgulho. 

 

Surgiu em um dos lugares mais "raiz" de Cuiabá, a Ponte do Coxipó, da vontade dela, juntamente com seus pais, irmã e amigos, como os mestres da cultura popular Luiz Marques, Domingas, Antônia e seu Candí - pessoas que na década de 1980 incentivaram a sua criação. 

 

Rafa Bastos

Grupo Siriri Flor do Campo

 

Por sugestão de seo Luiz, e por morarem mais afastados de Cuiabá, o grupo recebeu o nome de Flor do Campo, que foi acatado pela coordenadora do grupo e sua gente. 

 

Oficialmente em 8 de março de 1982, brota o que hoje ainda floresce. “O siriri mexe com a gente, é o batuque do tambor que dá movimento, isso é ancestral, por isso precisamos manter, porque é tão difícil continuar a lutar pela tradição”, conta. 

 

A agremiação traz como figura lendária o Boi à Serra - representação folclórica tão presente no siriri cuiabano, principalmente como uma brincadeira nas rodas de siriri e que vem sendo passado por várias gerações. Diante desta representação folclórica, os integrantes fazem uma homenagem ao pantanal mato-grossense, evidenciando-o como uma de nossas maiores riquezas. 

 

Assim trazem o boi como o Rei do Pantanal, passando pelas brincadeiras de rodas e a música tradicional do “Boi tá brabo no curral”.

 

Serviço

Espetáculo Negritude com o grupo de siriri Flor do Campo

Data: Sexta-feira – 9 de agosto

Horário: 20h30

Local: Cine Teatro Cuiabá Ingressos pode ser adquiridos pela internet – Clique Aqui!

Mais informações pelo telefone (65) 2129-3848

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Jornal do Meio Dia - JM

Jornal do Meio Dia - JM

Enquete

Ondas de manifestações ocorridas em países como Chile e Colômbia podem chegar ao Brasil?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 06/12/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 20,20 -0,49%

Algodão R$ 91,88 -0,41%

Boi a Vista R$ 135,00 0,00%

Soja Disponível R$ 68,00 -0,18%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.