Publicidade

Cuiabá, Sábado 30/05/2020

Cidades - A | + A

HISTÓRIA E CULTURA 08.04.2020 | 18h42

Confira 6 dicas de lugares que todo cuiabano, ou não, deve conhecer

Facebook Print google plus

Todo cuiabano, seja de ‘tchapa e cruz’ ou não, abre um sorriso ao lembrar com carinho da cidade. Memórias afetivas criadas com o passar dos anos pelas ruas e avenidas, dos corredores dos colégios, dos bancos de praças, dos amigos, vizinhos, bares e claro, do linguajar.

 

A história da Capital é cercada pela cultura, fé, música, gastronomia. Há ainda quem diga ainda, que o povo daqui é o mais hospitaleiro do país. A cidade completa 301 anos nesta quarta-feira (8) e pensando na renovação como tradição, a reportagem do listou 6 lugares que todo cuiabano deve conhecer – e para quem não conhece, a programação fica para depois da quarentena.

 

Luiz Leite / Gazeta Digital

Selo Cuiabá 301 anos

 

 

1 – Chá com Bolo Cuiabano Tia Fran

Seja na sombra da árvore, perto da cozinha, não importa. A Tia Fran tem unido duas grandes paixões do cuiabano, que é comer e conversar. Quem passa por lá, quer voltar. Entre as atrações, estão o bolo de arroz e o bolo de queijo, mas tem salgados variados e bolos também.

 

Fora sucos, chás e o cafezinho. A casa está localizada na avenida Senador Metelo, no bairro Jardim Independência. Funciona aos sábados e domingo, mas quem avisa amigo é: chegue cedo, filas são comuns quando a fome bate. Mais informações na página @chacombolocuiabanotiafran

 

Reprodução/Facebook

Tia Fran

 

 

2 – Orla do Porto

Às margens do Rio Cuiabá, também é um dos pontos turísticos da cidade. A orla fica em um dos bairros mais antigos da Capital, foi revitalizada e voltou a ganhar um espaço no coração dos cuiabanos, ainda que a população clame por mais manutenção ao longo da orla e cuidados com questões de paisagismo e limpeza.

 

Grande parte da popularização da orla se deve aos bares e peixarias que foram instaladas no local. Há ainda um mirante e também, uma vila cuiabana, réplica de casarões antigos da cidade, que está em processo de reforma. Quem estiver pelo Porto pode passar ainda pelo Sesc Arsenal, que fica ali perto. Uma atração à parte, que mistura arte, cultura, literatura, cinema e lazer. Ah, sem esquecer, é claro do Mercado Municipal, que dá para ir andando.

 

João Vieira

Orla do Porto

 

 

3 – Metade Cheio

Localizado na rua Comandante Costa, no Centro Histórico de Cuiabá, o Metade Cheio é um espaço multi. Café, bar com drinks, cervejas, petiscos – com cardápio vegetariano também – além de abrigar um espaço cultural, galeria de arte, salão de cortes de cabelo, sebo antigo, doceria e um brechó.

 

O Metade está instalado em uma casa tradicional da cuiabania, sobrado com pé direito alto, azulejado na cozinha e claro, um quintal para vizinho nenhum botar defeito. Mais informações na página do instagram @metade.cheio.

 

Reprodução/Facebook

Metade Cheio

 

 

4 – Biblioteca Pública

Apesar de ser um órgão do governo de Mato Grosso, a biblioteca está instalada no Centro de Cuiabá, ao lado da Catedral, também conhecido como Palácio da Instrução. A visita ao espaço compensa, não só pelo grande acervo dos livros, mas pela história que o prédio carrega, que segundo a Secretaria de Cultura, é feito de pedra canga e cristal nos alicerces, paredes adobe e típica do estilo neoclássico.

 

Abrigou antes as principais escolas de Cuiabá, depois as principais secretarias e fundações, se tornando museu e por fim biblioteca e galeria de arte, recebendo a Bienal de São Paulo.

 

Chico Ferreira

Fotos Pontos Turísticos da Capital / Cuiabá MT /  Palácio da Instrução

 

 

5 – Parque Mãe Bonifácia

Ainda o maior parque de lazer de Cuiabá, com 77 hectares, o Parque Mãe Bonifácia, localizado na avenida Miguel Sutil, conta com 5 trilhas para caminhadas, equipamentos de ginásticas, centro de educação ambiental, arena para shows e eventos, praça cívica, gramado para piqueniques, práticas de yogas, rodas de violão e no auge, tinha ainda o mirante, com vista para todos os cantos da cidade.

 

Mãe Bonifácia foi uma personalidade da história cuiabana, ainda que sua trajetória seja guiada por incertezas, ela foi responsável em acolher escravos, que fugiam pelo córrego que está instalado dentro do parque, que naquela época, era uma região de mata densa e abrigada um quilombo, originando o nome do bairro.

 

Marcus Vaillant

Parque Mãe Bonifácia

 

 

6 - Museu de Imagem e Som de Cuiabá (Misc)

Fica no começo da rua Voluntários da Pátria, quase no cruzamento com a Prainha. O Misc conta com acervos fotográficos e sonoros que retratam o cotidiano cuiabano desde o ano de 1910 até os dias atuais. É palco ainda de diversas manifestações culturais, como música, canto, arte e dança.

 

O acervo conta com quase 8 mil fotos de Eurípedes Andreato  e mais de 25 mil imagens de Lázaro Papazin, que leva dá nome ao Misc. Conta ainda com grande quantidade de vinil, vídeo VHF e fitas cassetes que contam a história de Cuiabá.

 

Reprodução

Misc

 

 

 

 

 

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

A constante troca de ministros pelo presidente Jair Bolsonaro compromete a sua gestão?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 29/05/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 24,35 -0,41%

Algodão R$ 92,10 -0,21%

Boi a Vista R$ 132,65 -0,17%

Soja Disponível R$ 72,00 -0,96%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.