Publicidade

Cuiabá, Quinta-feira 06/08/2020

Economia - A | + A

sem pandemia 28.04.2020 | 15h44

Serasa Experian diz que Brasil criou 320 mil empresas em janeiro e bateu recorde

Facebook Print google plus

Agência Brasil

Agência Brasil

O Brasil registrou um aumento de 21,7% na abertura de empresas em janeiro, em relação ao mesmo mês no ano passado. No mês, foram abertos 320.512 novos empreendimentos, segundo dados da Serasa Experian. O número é recorde nos levantamentos realizados pela entidade, desde 2010.

 

O Indicador de Nascimento de Empresas da Serasa apontou que as Sociedades Limitadas puxaram a variação, com aumento de 78,8% no período. Ainda assim, os microempreendedores individuais são maioria, representando 80,6% do total de novos negócios. Na comparação com dezembro de 2019, o crescimento foi de 73,6%.

 

Leia também - Embraer abre arbitragem após Boeing rescindir contrato de parceria

 

Para o economista da entidade Luiz Rabi, o mês registrou crescimento recorde por conta da necessidade dos brasileiros de gerar renda em um período econômico de crescimento abaixo do esperado. “Há uma demanda maior de novos negócios no início do ano, uma tendência natural pela queda da atividade durante as festas de fim de ano. Mas este ano ainda temos um alto nível de desemprego, o que faz com que as pessoas abram negócios e se formalizem para terem recursos financeiros e mais segurança no caso de imprevistos”, disse.

 

Coronavírus
O economista avalia que a recente paralisação de alguns setores devido às medidas de isolamento social para combater a pandemia da covid-19 deve trazer desafios aos novos empreendimentos. “Empresas recém-criadas, principalmente os pequenos negócios que contam com pouco capital de giro, são mais sensíveis à queda do faturamento e devem enfrentar dificuldades para manter o equilíbrio financeiro”, disse Rabi.

 

“O momento atual vai exigir desses novos empresários um replanejamento de metas, capacidade para otimizar recursos e habilidade para negociar prazos e condições com seus fornecedores e instituições de crédito”, acrescentou.

 

A Região Norte se destacou, registrando o maior crescimento no número de novas empresas desde março de 2019. No primeiro mês deste ano, a variação foi de 33% em relação a janeiro de 2019, com mais de 15 mil negócios abertos. O Centro-Oeste vem na sequência, com 25,6% de crescimento.

 

Entre os estados, o Amazonas liderou o indicador, com alta de 56,4% no comparativo entre janeiro 2020 e 2019, seguido por Amapá (52%), Roraima (44,3%), Paraná (41%), Sergipe (35,4%), Maranhão (33,7%).

 

O mês de janeiro registrou crescimento de novas empresas em todos os segmentos, com destaque para Serviços (24,7%). A área representa 69,3% do total de negócios abertos no mês, seguida por Comércio (22,1%) e Indústria (7,3%).

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Após a reabertura dos shoppings, você voltou a frequentar como antes da pandemia?

Parcial

Edição digital

Quinta-feira, 06/08/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 26,00 -1,14%

Algodão R$ 90,52 -0,22%

Boi a Vista R$ 132,95 -0,21%

Soja Disponível R$ 69,90 -0,85%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.