Publicidade

Cuiabá, Sábado 08/08/2020

Esporte - A | + A

dividido 08.07.2020 | 09h00

Jorge Jesus vive a indecisão de continuar no Flamengo ou voltar a treinar o Benfica

Facebook Print google plus

Reprodução Twitter

Reprodução Twitter

É um cenário complicado.

 

Há pressão de todos os lados.

 

A começar pela família que o deseja vivendo em Portugal, em Lisboa.

 

Leia também - Rancorosa com o Flamengo, Rede Globo se nega exibir a final da Taça Rio 2020

 

Por sua esposa Ivone, os filhos Mauro, Tania e Gonçalo, e os dois netos, ele já nem teria renovado com o Flamengo.

Mas o português Jorge Jesus não cedeu.

 

Não quis abandonar o melhor trabalho de sua vida.

 

Até porque não havia uma proposta concreta de um clube que gostaria de trabalhar.

 

Hoje, não.

 

Ela já existe.

 

O Benfica mandou o empresário, advogado e amigo pessoal de Jesus, Bruno Macedo, com o convite: 6,5 milhões de euros, R$ 38,9 milhões, até o final da temporada 2020/2021. Com prioridade para a renovação 2021/2022.

 

Mais a promessa de montar um time forte para a próxima temporada e disputar com chances de surpreender, na Champions League.

 

Jorge Jesus fez questão de deixar uma cláusula na renovação do seu contrato com o clube carioca. Se houvesse uma proposta concreta de um clube europeu, e ele desejasse ir embora, a multa para a rescisão seria de 'apenas' 1 milhão de euros, cerca de R$ 5,9 milhões, quantia irrisória para o Benfica, por exemplo.

 

O clube português anunciou hoje que o interino Nelson Veríssimo ficará como interino até o final do Campeonato Português, que acontecerá no dia 25 deste mês.

 

A partir daí, o clube quer um novo técnico para fazer uma reformulação no elenco e nos métodos de trabalho. Jorge Jesus é a prioridade. Ele trabalhou seis anos no Benfica e foi tricampeão português com o clube, 2009/10, 2013/14, 2014/15.

 

A imprensa portuguesa acredita que dois fatores, além da família, da relação íntima com o Benfica, do dinheiro.

 

A primeira é a indefinição do calendário na América do Sul. Não há previsão para o reinício da Libertadores. O Brasileiro deve começar no dia 9 de agosto.

 

Se o Flamengo confirmar a conquista do Carioca amanhã, ficará um mês apenas treinando, esperando o início do torneio nacional.

 

A segunda situação é o descaso do Brasil com o coronavírus. A curva da pandemia não baixa. E mesmo assim, os políticos estão afrouxando o isolamento social.

 

Jorge Jesus tem 65 anos.

 

É do grupo de risco.

 

Portugal é apontado como um caso de sucesso no combate à doença.

 

Por outro lado, a diretoria do Flamengo é direta.

 

Mais do que o contrato assinado até junho de 2021, Rodolfo Landim, em conversas com membros de sua diretoria, garante ter o que Jorge Jesus mostra como o mais valioso.

 

Sua palavra de honra.

 

Ele garantiu ao dirigente que iria garantir ao Flamengo a hegemonia no Brasil, na América do Sul. E faria tudo pela conquista do Mundial.

 

Foi acreditando nele que os dirigentes reforçaram o time campeão da Libertadores.

 

Gabigol renovou para seguir trabalhando com Jorge Jesus, o 'melhor treinador que já teve na vida'. Bruno Henrique também não quis nem analisar sondagens do Exterior. Gerson também exalta que o 'melhor para sua carreira' é ficar trabalhando com o português.

 

Aelar elenco do Flamengo nas mãos.

 

O domínio é tático, físico e psicológico.

 

Assim como conta com o apoio da maior torcida do Brasil.

 

Sabe que deve vencer seu quinto título amanhã.

 

Em um ano e três meses, se tornou um dos maiores treinadores da história da Gávea.

 

Está diante uma encruzilhada.

 

Seguir o fantástico trabalho no Flamengo.

 

Ou voltar para seu país, sua família, sua mulher, filhos, netos, para reestruturar o clube que sonhava retornar, com carta branca, para montar o time como quiser.

 

Ficar mais longe da pandemia.

 

A diretoria do Flamengo posa.

 

Tenta mostrar confiança.

 

Mas o medo é enorme que Jorge Jesus vá embora.

 

A resposta não tardará.

 

Pode acontecer até depois da decisão da Taça Rio.

 

Na madrugada desta quinta-feira.

 

Com a provável conquista de seu quinto título no Brasil.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Após a reabertura dos shoppings, você voltou a frequentar como antes da pandemia?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 07/08/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 25,85 0,98%

Algodão R$ 91,94 -0,31%

Boi a Vista R$ 131,21 0,41%

Soja Disponível R$ 66,55 0,38%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.