Publicidade

Cuiabá, Domingo 12/07/2020

Polícia - A | + A

DEU em A Gazeta 17.05.2020 | 17h42

Clínica do Povo é envolvida em descarte irregular de animais

Facebook Print google plus

PJC-MT

PJC-MT

Animais congelados, com acesso para introdução endovenosa de medicamentos nas patas e dentro de sacos de lixo indicam o descarte irregular de 18 cachorros em uma região de chácaras, no bairro Jardim Imperial, em Cuiabá. Dentre eles havia, inclusive, uma placenta com filhotes também mortos.


Leia também -Saiba como denunciar aglomerações ilegais em Mato Grosso

Aos animais estavam presas etiquetas que comprovam que haviam passado por atendimento na Clínica Veterinária do Povo, a qual afirma não compactuar com a situação, uma vez que o serviço de descarte dos animais mortos é terceirizado. Polícia Civil esteve no local e segue com as investigações.


Caso é acompanhado pelo Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV-MT) e pela Comissão de Defesa dos Direitos dos
Animais da Ordem dos Advogados - Seccional Mato Grosso (OAB-MT). Um homem teria visto vários sacos jogados em um córrego que corta a região do Coxipó e acionou a polícia. Agentes da Delegacia Especializada de Meio Ambiente (Dema) estiveram no local e confirmaram o abandono de cães já mortos em sacos plásticos.


Presidente da Comissão de Defesa dos Direitos dos Animais da OAB, Glaucia Amaral informou que, nesta segunda-feira (18),
será protocolado o pedido formal de acompanhamento do inquérito policial do caso. Segundo ela, a preocupação da comissão é com a efetiva punição do responsável pelo crime. “A gente tem observado, em casos anteriores, que a Dema consegue identificar o culpado, porém, na esfera judicial, ele acaba não sendo penalizado. A lei penal ainda é muito branda nesse sentido”.


Amaral enfatiza que a OAB tem procurado alternativas para que os criminosos respondam por seus atos, já que estudos
científicos comprovam que, quem comete violência contra animais, pode fazer o mesmo com qualquer ser humano. “Se não
na esfera criminal, pelo menos na cível. Assim, mesmo que não for preso, que pelo menos pague uma multa que pese no bolso e sirva de exemplo”.


Defensor da causa animal, Juarez Pereira Vidal, o ‘Sargento Vidal’, também acompanha a situação e afirma que diante das características dos cães, estes realmente são resultado do descarte irregular por parte da clínica veterinária. De acordo com ele, para economizar, muitas clínicas congelam os animais mortos para, quando for cremar, fazê-lo de uma vez só. “Todas as clínicas precisam ofertar o serviço de descarte regular dos animais. Nesse caso, o dono devia estar com um desejo a mais de economia”.


Vidal lembra que as clínicas cobram caro pelo descarte dos pets que, às vezes, oferece ainda a eutanásia quando o animal já está condenado à morte. “Daí, o tutor do animal paga por dois procedimentos e seu pet pode estar entre esses descartados de uma forma tão covarde e vergonhosa”.


O sargento enfatiza que se algum tutor reconhecer seu animal nas fotos e vídeos divulgados nos veículos de comunicação,
que procure a Dema para incrementar as informações da investigação.

 

Leia mais notícias sobre Polícia na edição do jornal A Gazeta

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Você acredita na eficácia das barreiras sanitárias implantadas em Cuiabá?

Parcial

Edição digital

Domingo, 12/07/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 20,80 0,24%

Algodão R$ 90,55 -1,11%

Boi a Vista R$ 136,40 0,32%

Soja Disponível R$ 67,65 -1,60%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.