Publicidade

Cuiabá, Domingo 26/01/2020

Polícia - A | + A

pediu empréstimo 06.11.2019 | 16h00

Servidor público é preso usando cartão de crédito de morto

Facebook Print google plus

Otmar de Oliveira

Otmar de Oliveira

Servidor público da Prefeitura de Alta Floresta (803 km ao Norte de Cuiabá) foi preso na segunda-feira (4), acusado de usar o cartão de crédito de uma pessoa morta. Ele, que estava cedido à Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), aproveitou do cargo para praticar o golpe, avaliado em R$ 8 mil.

 

O suspeito foi autuado em flagrante pelo crime de posse ilegal de munições, durante cumprimento de mandado de busca e apreensão em sua residência, no bairro Boa Nova III, em Alta Floresta. O funcionário público também responderá em inquérito policial pelos crimes de peculato e estelionato.  

 

Leia também - Jovem é morta com 3 tiros após chamar homem de 'feio'

 

A vítima foi encaminhada ao Hospital Regional de Alta Floresta no dia 26 de julho com quadro de agressão física. No dia 30, a vítima não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade hospitalar sendo o corpo encaminhado à Politec, para verificação da causa da morte.   

 

O golpe

 No dia 31 de julho, os funcionários da agência bancária do Sicredi de Paranaíta, onde a vítima possuía conta conrrente, perceberam uma movimentação estranha, referente a um empréstimo pessoal no valor de R$ 5.250, além de saques no valor de R$ 2,5 mil. Todas as transações foram realizadas em caixas eletrônicos da agência de Alta Floresta.

 

Assim que foi notificada da situação, a Polícia Civil de Alta Floresta iniciou as investigações e por meio de imagens de circuito interno de segurança conseguiu identificar o autor da fraude. Segundo o delegado, Pablo Carneiro, o suspeito se valeu da condição de servidor público para subtrair o cartão bancário da vítima quando o corpo foi encaminhado a Politec para o exame de necrópsia. 

 

“Como a conta da vítima não tinha saldo, o suspeito contrato um empréstimo para posteriormente realizar os saques dos valores”, explicou o delegado. Diante das evidências, o delegado representou pelo mandado de busca e apreensão na residência do suspeito, o qual foi decretado pela Justiça e cumprido na segunda-feira. Na casa do investigado, os policiais apreenderam 9 munições, sendo 8 calibre 38 e 1 calibre 32.

 

Questionado, o suspeito disse que já havia destruído o cartão da vítima. O  servidor foi conduzido à Delegacia de Alta Floresta, onde após ser interrogado, foi autuado em flagrante por posse ilegal de munições. O delegado arbitrou fiança no valor de R$ 1 mil e o suspeito responderá em liberdade pelos inquéritos pelo de posse ilegal, estelionato e peculato. (Com informações da assessoria de imprensa)

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Jornal do Meio Dia - JM

Jornal do Meio Dia - JM

Enquete

80% dos brasileiros pechincham antes de comprar, segundo pesquisa

Parcial

Edição digital

Domingo, 26/01/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 24,15 0,21%

Algodão R$ 91,99 -1,10%

Boi a Vista R$ 135,60 -2,02%

Soja Disponível R$ 65,25 0,23%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.