Publicidade

Cuiabá, Sábado 19/09/2020

Polícia - A | + A

veja vídeo 20.01.2020 | 18h25

Vídeo flagra policiais atirando em mulher; Corregedoria afasta PMs

Facebook Print google plus

Reprodução

Reprodução

Policiais militares que dispararam contra Elizangela Moraes, de 44 anos, tiveram prisão em flagrante convertida para preventiva. A mulher levou um tiro à queima-roupa de um dos militares na noite de sexta-feira (17), em Sorriso (397 km de Cuiabá).

 

Uma câmera de segurança flagrou o momento em que um dos suspeitos atira na mulher, que estava sentada em um banco, abraçada com um homem.

 

Leia também - Suspeito de envolvimento em roubo a casa de parlamentar é trazido do Acre para MT

 

Em seguida, a dupla de militares aparece e aponta uma arma para as vítimas. Após disparar e não atingir ninguém, um dos comparsas passa a brigar com o homem sentado no banco, dando um tapa em seu rosto.

 

A mulher se levanta e é agredida com socos, até que um dos suspeitos atira nela. Ela cai no colo do homem. Na sequência, várias pessoas aparecem para socorrê-la. A vítima estava internada em estado grave.

 

Conforme a assessoria da Polícia Militar, a Corregedoria Geral está ciente de novas informações levantadas e das imagens da câmera. Dois processos serão instaurados para apurar a conduta dos policiais, que estavam de folga durante o crime.

 

Além disso, diante da gravidade da ocorrência, os militares serão julgados e poderão ser exonerados. A arma deles foram apreendidas.

 

Veja nota na íntegra

 

A Corregedoria Geral da Polícia Militar informa que embasados das novas informações levantadas e das imagens que chegaram ao conhecimento da PM deverão ser instaurados dois procedimentos relacionados à ocorrência registrada em Sorriso (420 km de Cuiabá) na noite de sexta-feira (17.01), envolvendo dois soldados, na qual um homem foi agredido e uma mulher ferida a tiros na cabeça.

 

Diante da gravidade dos fatos, os procedimentos a serem instaurados deverão ser de natureza demissória fins avaliarem a permanência de ambos nas fileiras da Instituição.

 

A Corregedoria reforça que a prisão em flagrante dos dois soldados assim como apreensão da arma usada foram efetuadas pela Polícia Militar em ação coordenada pelo comandante da unidade local, assim como a entrega deles na Delegacia de Polícia Civil para que pudessem ser autuados em flagrante delito de crime comum. Os dois policiais estavam em horário de folga, não no exercício da atividade policial.

 

Os dois policiais continuam presos, a prisão em flagrante foi convertida em prisão preventiva.

 

 

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Denúncias de mulheres contra agressores demoram vir à tona por conta de posição social?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 18/09/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 22,70 0,89%

Algodão R$ 89,68 -0,34%

Boi a Vista R$ 136,00 0,00%

Soja Disponível R$ 59,80 -1,97%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.