Publicidade

Cuiabá, Quarta-feira 11/12/2019

Política de MT - A | + A

alerta 07.11.2019 | 10h37

MPE recomenda aos poderes em MT não contratar mais as rádios comunitárias

Facebook Print google plus
Thalyta Amaral e Pablo Rodrigo

redacao@gazetadigital.com.br

Otmar de Oliveira

Otmar de Oliveira

O Ministério Público do Estado (MPE) recomendou a Mauro Mendes (DEM) que o governo deixe de contratar rádios comunitárias para a divulgação das propagandas institucionais do Estado. A recomendação é do promotor de Justiça Mauro Zaque e foi expedida em 31 de outubro, sendo estendida também às prefeituras e Câmaras de Vereadores.

 

A notificação foi feita após uma auditoria da Controladoria Geral do Estado (CGE) detectar irregularidades nos contratos do governo com 5 agências de publicidade. Segundo o promotor, além da necessidade de corte de gastos pelo Estado, por causa da crise financeira, é preciso direcionar os recursos para veículos regularizados e que possuem métodos de avaliação dos resultados.

 

Leia também - Mauro Mendes reúne secretariado para fazer balanço de 10 meses de governo

 

O promotor cita a lei federal 9.612/1998, que regulamenta as rádios comunitárias, que só podem ser exploradas por "associações e fundações comunitárias sem fins lucrativos", o que já impede que sejam firmados contratos com o governo.

Ainda sobre a auditoria da CGE, foi constatada a "destinação de vultuosos valores para sites e blogs que não possuem audiência suficiente sequer para gerar estatísticas nos sites que realizam rankings de acesso".

 

Desta forma, não há justificativa "para o investimento público em tais plataformas, devido à baixa repercussão e sequer sendo possível saber, da análise dos processos de pagamento, o número de cidadãos que visualizaram os anúncios institucionais", diz trecho da recomendação.

 

O Estado tem até 10 de novembro para dar uma resposta à notificação do MPE. Além da recomendação sobre as rádios comunitárias, o promotor também solicitou que as agências de publicidade que prestam serviços para o governo, que verifiquem "se os meios de comunicação contratados estão ou não regulares".

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Sobre o aumento no número de casamentos gays no Brasil no último ano

Parcial

Edição digital

Quarta-feira, 11/12/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 18,15 0,28%

Algodão R$ 97,60 0,17%

Boi a Vista R$ 132,00 -0,75%

Soja Disponível R$ 67,10 0,00%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.