Publicidade

Cuiabá, Quinta-feira 28/05/2020

Cidades - A | + A

HÁ 144 ANOS 14.01.2020 | 08h20

Balsa que ligava Várzea Grande a Cuiabá foi marco no desenvolvimento da cidade

Facebook Print google plus
Ana Flávia Corrêa

anaflavia@gazetadigital.com.br

Reprodução

Reprodução

Entre bandeirolas, foguetes e o instrumental da música do Arsenal de Guerra, parte da população cuiabana prestigiou, há 144 anos, a inauguração da primeira balsa que ligava Cuiabá à cidade vizinha, Várzea Grande. O evento foi um marco no desenvolvimento da cidade que completa 153 anos em 2020. 

 

A nova estrutura possibilitou o transporte de maior volume de mercadorias entre a cidade e a Capital, o que afetou diretamente na economia da região. A primeira balsa saia às 6h e a última às 18h.  

 

Leia também - Associação pede alimentos para famílias haitianas em Cuiabá

 

De acordo com um artigo do jornalista Wilson Pires de Andrade, conhecedor da cidade, o primeiro balseiro foi o livramentense e descendente de bandeirante Luiz Monteiro de Aguiar. Ele adquiriu um casco de ferro em 1870, mandou construir a balsa e, mais tarde, transferiu os direitos adquiridos para o Estado.   

 

"Em 1888, a balsa encontrava-se em mãos de Virgílio Carneiro Leão, com o porto situado na atual Rua Maria Metelo, nas proximidades da casa do senhor Licínio Monteiro da Silva.  Com ele, por 18 anos permaneceu a barca pêndula, a fim de que melhorasse seus acessórios: cabos e bóias", disse o jornalista, em seu artigo.   

 

No final do século 19, Joaquim Polido Seabra adquiriu a balsa e passou a direção para Francisco Cláudio. Tendo passado por vários donos, o último registrado foi Benedito Leite de Figueiredo, o Didito, que mudou o seu sistema de bóias para o de cabo movido a carretilha.   

 

"A moderníssima barca-pêndula veio com bancos para passageiros e havia um lugar aberto destinado às carroças e animais. Era um verdadeiros ponto de encontro entre amigos e conhecidos sob os olhos atentos do senhor Didito. As conversas eram mantidas em clima de camaradagem, respeito e alegria".   

 

Ponte Júlio Muller 

A inauguração da Ponte Júlio Muller, em 1942, deu fim à necessidade da barca. Com suas colunas de concreto e seus arcos, a ponte, construída na gestão do governador de mesmo nome, em 1942, foi um marco na história da cidade.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Cicero - 14/01/2020

Quem reelembra o passado sofre dobrado. Cuiabá esta em transformação, pra que chutar cachorro morto.

1 comentários

1 de 1

Enquete

A constante troca de ministros pelo presidente Jair Bolsonaro compromete a sua gestão?

Parcial

Edição digital

Quinta-feira, 28/05/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 20,30 1,00%

Algodão R$ 91,16 0,35%

Boi a Vista R$ 133,00 1,14%

Soja Disponível R$ 68,00 -1,16%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.