Publicidade

Cuiabá, Quinta-feira 28/05/2020

Cidades - A | + A

ESPAÇO OCIOSO 09.01.2020 | 11h55

Nilo Póvoas fecha as portas após 50 anos de tradição

Facebook Print google plus

Chico Ferreira

Chico Ferreira

(Atualizada às 12h34) - Em funcionamento há 50 anos, a Escola Estadual Nilo Póvoas, em Cuiabá, não receberá alunos para o ano letivo de 2020. Os estudantes matriculados serão transferidos para a Escola Plena Antônio Epaminondas, no bairro Baú.

 

Leia também - Emanuel Pinheiro vê desespero de vereador ao tentar incriminá-lo

 

De acordo com a Secretaria Estadual de Educação (Seduc), a mudança é necessária porque o espaço atual na unidade estava ocioso. O prédio comporta mais de mil alunos e estava atendendo menos de 200. O espaço é dividido em dois pisos, o de baixo abriga a Escola Estadual Barão de Melgaço e, no superior, funcionava a Nilo.

 

As unidade foi construída a 50 anos e em 2017 passou por revitalização para ser transformada em escola plena, com atividades em tempo integral.

 

A Escola Barão continuará utilizando o prédio de dois andares. A Seduc não informou o que será feito no espaço deixado pela Nilo.

 

Outro lado

A Secretaria de Estado de Educação informa que está fazendo processo de reordenamento da rede estadual, visando otimizar os recursos financeiros, potencializar os espaços, melhorar a estrutura física das unidades e a demanda do atendimento aos alunos.

 

O prédio da Nilo Póvoas possui 12 salas de aula e capacidade para atender cerca de mil alunos, no entanto, atualmente, atende cerca de 130 alunos em tempo integral. Diante disso, a Seduc decidiu pelo remanejamento dos alunos da Escola Nilo Póvoas para a Escola Estadual Antônio Epaminondas, localizada no bairro Lixeira, em Cuiabá, que também oferta o ensino médio em tempo integral.

 

A Escola Estadual Antônio Epaminondas tem oito salas de aula e atende em média 200 alunos e o prédio tem capacidade para atender cerca de 700 alunos nos três turnos.

 

A partir de 2020, as vagas de matrículas serão disponibilizadas na EE Antônio Epaminondas, que vai ofertar o ensino fundamental nos anos finais (7º ao 9º ano) e ensino médio em tempo integral.

 

A Seduc ressalta que boa parte dos alunos atendidos na escola Nilo Póvoas são oriundos de outros bairros e não somente do bairro Bandeirantes onde a unidade escolar está localizada.

 

Os professores efetivos e profissionais efetivos da Escola Nilo Póvoas também serão absorvidos pela escola Antônio Epaminondas.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Maurício - 27/01/2020

Tem que fechar mesmo. Reduzir o número de escolas públicas, reduzir o número de alunos e implantar teste de seleção. Só assim irá melhorar o ensino e diminuir a corrupção. Escolas lotadas só servem pra captar verba.

Itamar Nunes - 09/01/2020

É uma pena, estudei lá no final da década de 80. Bons tempos!!!

2 comentários

1 de 1

Enquete

A constante troca de ministros pelo presidente Jair Bolsonaro compromete a sua gestão?

Parcial

Edição digital

Quinta-feira, 28/05/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 20,10 0,50%

Algodão R$ 94,58 -0,47%

Boi a Vista R$ 137,67 -0,24%

Soja Disponível R$ 60,80 -0,33%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.