Publicidade

Cuiabá, Segunda-feira 27/01/2020

Cidades - A | + A

abandono 08.12.2019 | 11h14

Pichações em casarões denunciam descaso com Centro Histórico

Facebook Print google plus

Chico Ferreira

Chico Ferreira

Casarão / Centro Histórico / Manifestação / Proprietário / Denuncia - Rua 7 de Setembro com a R. Voluntários da Pátria

Não basta a estrutura de barro ruir e o telhado colonial desabar, o declínio dos casarões do Centro Histórico de Cuiabá parece não chamar a atenção do poder público. Para deixar mais explícito o desamparo, proprietários escreveram nas paredes dos imóveis suas insatisfações com a segurança e negligência do local.

 

Quem sobe a rua Voluntários da Pátria repara que dois casarões estão com palavras de protestos na fachada. “Abandono do Centro Histórico, incompetência, descaso e inoperância das autoridades”, está escrito em um dos lados da casa. Apesar da estrutura e pintura estar conservada, a pichação revela que o imóvel está há 6 anos sem ser alugado.

 

Leia também - Pancadas de chuva e tempo nublado marcam fim de semana

 

O abandono é tamanho, que o engenheiro agrônomo Ricardo Palma, que faz parte da Associação Amigos do Centro Histórico, relata que há pelo menos 3meses o protesto foi feito. “Onde é tombamento, é problema. Todo lugar que tem tombamento é problema. O nome já diz, tombamento, tombou, acabou, nunca mais”.

 

Chico Ferreira

Casarão

Casarão / Centro Histórico / Manifestação / Proprietário / Denuncia - Rua 7 de Setembro com a R. Voluntários da Pátria

 

Virando a esquina, está a antiga Gráfica Pepe, localizada na rua 7 de Setembro, que desabou após uma chuva em 29 de janeiro deste ano. 

 

Após reivindicações, uma obra com autorização do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) foi realizada. Porém, a revitalização era pra ter sido entregue em abril. Oito meses depois, apenas a sustentação da fachada foi feita.

 

Os proprietários do imóvel – que são vários – também parecem não se interessar. O engenheiro observa que a insegurança da região desmotiva os proprietários e locadores.

Casarão

Casarão / Centro Histórico / Denuncia - Rua 7 de Setembro / Abandono / Obra Parada / Gráfica do Pepe

“Hoje, ninguém quer alugar casa no Centro Histórico. Quem que vai alugar se vai ser assaltado? Quem vai querer alugar se vão entrar, roubar a fiação? Ninguém aguenta mais. O governo do Estado não faz a parte dele, a Prefeitura não faz a parte dela, o Iphan não faz a parte dele, está no total abandono”, defende.

 

A empresária Maria Cândida, que também faz parte da Associação, explica que o Centro Histórico precisa ter um olhar diferenciado e ser fomentado, além de se aplicar políticas públicas aos moradores de rua.

 

Ela afirma que perder os casarões antigos, é também perder a história cuiabana. “Não se fomenta o local, com uma estrutura de visibilidade. Precisa ter um visual melhor, por isso que o proprietário fica indignado com a falta de interesse do prefeito, tem que ser feito rebaixamento da fiação e um olhar especial pros moradores de rua, por conta do abandono. Tem que ser um trabalho em conjunto”.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Jornal do Meio Dia - JM

Jornal do Meio Dia - JM

Enquete

Como garantir uma velhice saudável?

Parcial

Edição digital

Segunda-feira, 27/01/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 17,70 0,00%

Algodão R$ 90,85 -0,44%

Boi a Vista R$ 132,07 0,05%

Soja Disponível R$ 66,15 -0,15%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.