Publicidade

Cuiabá, Domingo 12/07/2020

Esporte - A | + A

Destaque 10.11.2019 | 14h23

Skatista de 20 anos é a esperança brasileira de ouro olímpico em 2020

Facebook Print google plus

Reprodução/Instagram

Reprodução/Instagram

Uma das grandes esperanças do Brasil nas Olimpíadas de Tóquio em 2020 é uma jovem de apenas 20 anos, mas que já é melhor do mundo no que faz. Nascida em São José dos Campos, interior de São Paulo, Pâmela Rosa tem uma paixão na vida: o skate.

 

Foi o primeiro amor da infância e desde então o sentimento só aumenta. “Tinha 8, 9 anos, e um amigo da minha irmã foi fazer um trabalho de escola em casa, ele levou o skate dele e fiquei apaixonada quando vi. Depois meus pais viram que eu gostava mesmo e compraram um para mim”, lembra Pamela.

 

A vaga para os Jogos Olímpicos vai ser definida em maio do ano que vem e levará em consideração o ranking mundial de skate. As 20 melhores atletas têm vaga garantida, desde que sejam duas por país. Atualmente as duas brasileiras mais bem classificadas na categoria street são Pamela Rosa e Rayssa Leal, de 12 anos.

 

Leia também - De volta, Arthur Nory explica estratégia que rendeu título mundial

 

A brasileira sabe que a disputa vai ser complicada, mas reconhece que vive uma fase espetacular e se dedicou muito para conseguir chegar tão longe na carreira. “Venho de um ano incrível. Nesses 10 anos de skate posso dizer que foi o melhor de todos. Minha dedicação sempre foi grande, ao longo dos outros campeonatos nos anos anteriores tive essas oportunidades de conquistar o mundo”, comemora a skatista.

 

Dedicação e trabalho

Enfrentar grandes desafios não é novidade na vida de Pamela. Com 15 anos, ela disputou os X-Games, as olimpíadas dos esportes radicais, e foi a atleta mais jovem a subir no pódio na competição. Conquistou uma prata em Austin, no Estados Unidos, em 2014. Foi só a primeira, atualmente já tem seis medalhas: dois ouros, três pratas e um bronze.

 

Ela diz que ter foco é umas das suas principais características. “Deixei de fazer muitas coisas com amigos, me divertir com família e até mesmo fazer outros esportes. Então precisei me focar mais. Preciso de foco para conseguir fazer um pouco de tudo”, explica a melhor do mundo.

 

Mas essa concentração toda só foi possível graças ao apoio de dona Evânia e seu Paulo, pais de Pamela. O primeiro skate dela foi comprado com o dinheiro da conta de luz da família.

 

O casal é responsável por tudo dar certo na vida dela. “Eles fizeram e fazem tudo por mim. Correm atrás de tudo para que nada aconteça errado, estão comigo sempre”, conta a brasileira.

 

Evânia e Paulo, ao lado de Rafaela Silva (campeã olímpica de judô), são os ídolos de Pamela. “Os três são as minhas maiores inspirações. ”

 

É só o começo

As vitórias no esporte e na vida de Pamela são só os primeiros capítulos da biografia da garota que ainda não sabe dizer até onde quer checar. “Eu vou até onde minhas pernas aguentarem”, diz a brasileira e depois cai na risada.

Com apenas 20 anos, os sonhos dela não poderiam ser muito diferentes mesmo.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Você acredita na eficácia das barreiras sanitárias implantadas em Cuiabá?

Parcial

Edição digital

Domingo, 12/07/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 18,50 0,82%

Algodão R$ 116,41 1,07%

Boi a Vista R$ 134,23 0,17%

Soja Disponível R$ 69,10 0,14%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.