Publicidade

Cuiabá, Sexta-feira 22/11/2019

Judiciário - A | + A

OPERAÇÃO ARARATH 11.09.2019 | 14h30

Ação contra Eder e Cuzziol é suspensa para anexar delação

Facebook Print google plus

João Vieira

João Vieira

A pedido da defesa do ex-secretário de Estado, Eder Moraes, o juiz Jeferson Schneider, da 5° Vara Federal em Mato Grosso, suspendeu a ação penal que apura o desvio de R$ 12 milhões do Estado, por meio de empréstimos fraudulentos com o BicBanco.  

 

Em despacho desta terça-feira (10), Schneider disse que a suspensão só permanecerá até a chegada da delação premiada do ex-superintendente do BicBanco e delator, Luiz Carlos Cuzziol, que foi homologada em abril deste ano pelo Tribunal Regional Federal (TRF-1ª).  

 

Leia também - Ministros do STF votam para que empresário volte para prisão

 

O advogado Fabian Feguri, que defende Eder, ainda solicitou um novo reinterrogatório do ex-secretário após ter acesso ao acordo de colaboração.  

 

A ação é referente às 5ª e 6ª fases da Operação Ararath, na qual Cuzziol é acusado de agir com o ex-secretário para o desvio de R$ 12 milhões do Estado, por meio de empréstimos fraudulentos com o BicBanco.   

 

Segundo o Ministério Público Federal (MPF), os empréstimos eram concedidos à pessoa jurídica Ortolan Assessoria e Negócios Ltda, e tinham como garantia créditos fictícios que a empresa possuía junto ao governo do estado de Mato Grosso, por meio de simulação de prestação de serviços na área de consultoria e assessoria em gestão governamental.     

 

Entenda o caso    

De acordo com a denúncia, as provas recolhidas durante as investigações apontam que foram praticadas inúmeras operações ilícitas de empréstimos bancários, totalizando aproximadamente R$ 12 milhões, com o conhecimento e colaboração do representante do BicBanco.  

 

Na ação, Cuzziol foi condenado a 31 anos de prisão com 200 dias de multa em regime fechado, além de ter que pagar R$ 3 milhões a título de indenização. Também foi penalizado a outra indenização de R$ 12 milhões, junto com Eder Moraes.   

 

Conforme informações, na delação, Cuzziol relata detalhadamente como se dava o esquema, valores movimentados, quem recebia os empréstimos que seriam para financiamento das campanhas políticas de Blairo Maggi (PP) e Silval Barbosa (sem partido).   

 

Operação Ararath  

A Operação Ararath investiga suposto esquema de lavagem de dinheiro e crimes financeiros em Mato Grosso. Factorings (que compram títulos, aquisição de ativos, como duplicatas, cheques, decorrentes de vendas mercantis ou de prestação de serviços) de fachada atuavam como bancos clandestinos, fazendo empréstimos fraudulentos.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Jornal do Meio Dia - JM

Jornal do Meio Dia - JM

GD

GD

Enquete

O que você pensa sobre permitir o trabalho aos domingos para todas as profissões?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 22/11/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 18,55 -0,80%

Algodão R$ 92,96 -0,76%

Boi a Vista R$ 131,50 0,00%

Soja Disponível R$ 65,00 0,00%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.