Publicidade

Cuiabá, Sexta-feira 18/09/2020

Mande seu Whats - A | + A

família perde tudo 11.08.2020 | 13h33

Mulher joga bebê de prédio em chamas e é a última a pular; família pede doações

Facebook Print google plus

Reprodução

Reprodução

(Atualizada às 17h11) Uma casa pegou fogo na tarde de segunda-feira (10), no bairro Novo Mato Grosso, em Cuiabá. Para se salvar, a família teve que pular da varanda no segundo andar e um bebê de 3 meses foi jogado e aparado embaixo pela avó. Todos estão bem e um homem teve queimaduras de primeiro e segundo graus. Os moradores perderam tudo e pede ajuda de doações de todo tipo.


Leia também - Veja vídeo - Buraco e bueiro abertos causam acidentes no centro de Cuiabá

 

Um curto circuito na rede elétrica causou o incêndio e vizinhos ajudaram a conter as chamas, pois o Corpo de Bombeiros demorou uma hora para chegar.


Segundo Jessica Lorraine Torres Alves, 22, moram 7 pessoas na casa. Ela, dois gêmeos de 11 anos, a mãe e o padrasto e outra criança de 3 anos. Todos estavam na casa quando o fogo começou.


“Só meu padrasto se machucou. O fogo pegou no colchão e ele levou para fora. Graças a ele o fogo não alastrou mais rápido e matou todo mundo. Ele teve queimadura de primeiro e segundo grau”, conta a mulher.


A fiação da casa é antiga e havia adaptações nas instalações, o que favoreceu o curto circuito. A casa é alugada e foi totalmente consumida pelas chamas. No imóvel vizinho, há uma piscina e foi de lá que os moradores das imediações carregaram a água, em baldes, para ajudar apagar o fogo.


“Parecia que quanto mais a gente jogava água, mais o fogo aumentava”, relata Jessica Lorraine.


Com a ajuda dos vizinhos, os moradores deixaram a casa e passaram a noite em um cômodo cedido pela dona do conjunto de imóveis, que também é dono da residência incendiada.


“A gente precisa de tudo. Só sobrou o celular porque tenho o costume de andar com ele na cintura”, informa a moradora.
A família precisa de roupas, móveis, comida, tudo para recomeçar a vida. Quem puder doar, deve entrar em contato com Jessica Lorraine, pelo telefone (65) 9 9273 1698.

 

Outro lado 

 

Segundo registros da ocorrência, o CBMMT fez o atendimento com um tempo resposta de 16 minutos.

Ressalta-se que a existência de muito material combustível no local aliado à baixa umidade e alta temperatura na cidade, são fatores que potencializam a rápida propagação do incêndio, o que pode ter acelerado a queima do local.

 

Esta matéria foi produzida por meio de sugestão de um internauta. Você também pode participar, enviando o pedido ao WhatsApp do Gazeta Digital. Para enviar sugestões, fotos e vídeos o número é (65) 9 9987-2065. Ou no in box do Facebook.

 

Vídeo

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Denúncias de mulheres contra agressores demoram vir à tona por conta de posição social?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 18/09/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 24,10 0,42%

Algodão R$ 93,71 0,43%

Boi a Vista R$ 135,00 0,00%

Soja Disponível R$ 65,30 -0,76%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.