Publicidade

Cuiabá, Quinta-feira 06/08/2020

Mundo - A | + A

Articulação para resgate 18.06.2020 | 10h25

Grupo de 82 brasileiros pede ajuda do governo para deixar o Peru

Facebook Print google plus

Divulgação

Divulgação

Com dificuldades financeiras causadas pela pandemia do novo coronavírus, um grupo de pelo menos 82 brasileiros que moram no Peru tenta voltar ao Brasil com urgência. As fronteiras do país estão fechadas e a saída de ônibus impossibilitada, razão pela qual os imigrantes pedem por um voo humanitário ao governo brasileiro.

 

Desde o início da pandemia, o Itamaraty já contribuiu para a repatriação de 1.679 brasileiros por meio de onze voos humanitários. Este grupo, contudo não conseguiu embarcar em uma destas viagens e agora não tem perspectiva de quando poderá retornar.

 

Leia também - Donald Trump cria banco de dados para averiguar conduta de policiais nos EUA

 

Nesta segunda-feira (15), uma parte destes brasileiros foi protestar em frente à embaixada do Brasil em Lima, capital do Peru, para pedir por soluções. Duas pessoas foram atendidas presencialmente, mas não houve resposta sobre o próximo voo.

"Eles não têm data de voo, e não puderam dar nenhuma informação", disse a professora Gabriele Barreto, que estava entre os manifestantes.

 

Procurado pelo R7, o Itamaraty afirmou que o Ministério de Relações Exteriores continua mobilizado, buscando por soluções para casos de repatriação no Peru, mas também não deu previsão da próxima viagem de resgate.

 

"O que a gente precisa de verdade agora seria arrumar uma maneira do consulado pegar todas as pessoas que estão em outras cidades para juntar todo mundo em Lima e um voo humanitário, porque, na verdade, aqui, ninguém tem dinheiro para pagar a passagem. Aqui está todo mundo sem dinheiro", diz a professora Elaine Maria Caliendo Barreto, que vive em Lima.

 

Articulação para resgate

 

Além do Itamaraty, os brasileiros têm ajuda de projetos sociais para a repatriação, que estão se articulando com o governo, juntando recursos e planejando a logística do resgate. O Conectados do Terceiro Setor, coletivo de organizações não-governamentais, é que estima a quantidade de 82 brasileiros necessitando de repatriação.

 

O número, porém, pode ser maior, com a quantidade de imigrantes que está longe da capital do Peru. "As provincías estão muito longe da capital e as pessoas não têm dinheiro para se locomover, estão cobrando muito caro para fazer traslados. E as pessoas não podem fazer isso porque não têm dinheiro e, emocionalmente, estão todos abalados, todos longe da família, do país, com medo", explicou Vanir Shirley Valim Docema, que mora em Arequipa, no interior do país.

 

O Peru fechou as fronteiras ainda em março. Atualmente, tem mais de 240 mil infectados pela covid-19, com 7.257 mortes registradas até esta quarta-feira (17). Em número de casos, o país só perde para o Brasil na América Latina.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Após a reabertura dos shoppings, você voltou a frequentar como antes da pandemia?

Parcial

Edição digital

Quinta-feira, 06/08/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 19,60 -0,76%

Algodão R$ 93,18 0,15%

Boi a Vista R$ 133,40 -0,15%

Soja Disponível R$ 66,70 0,15%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.