Publicidade

Cuiabá, Quinta-feira 06/08/2020

Mundo - A | + A

ordem executiva 17.06.2020 | 15h04

Donald Trump cria banco de dados para averiguar conduta de policiais nos EUA

Facebook Print google plus

Chris Kleponis

Chris Kleponis

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, assinou nesta terça-feira (16) uma ordem executiva que cria um banco de dados com registros de policiais que usarem força excessiva durante suas ações.

 

A medida surge após os protestos pela morte de George Floyd, homem negro morto por um policial branco em Mineápolis, nos EUA.

 

Leia também - Milícia supremacista atira durante atos antirracistas no novo México e fere um

 

Ela também estabelece financiamento para departamentos de polícia que introduzirem programas de boas práticas. Uma forma de responder às manifestações pela brutalidade policial no país.

 

Os departamentos de polícia que quiserem receber os fundos federais deverão passar por um processo de certificação, em que se comprometerão, entre outras coisas, a proibir a prática de agarrar pessoas pelo pescoço durante abordagens, para dificultar a respiração e facilitar a imobilização.

 

O comportamento só será dispensado com a vida de um agente estiver em perigo.

 

O presidente dos EUA destacou que apenas uma pequena porcentagem de agentes comete atos de brutalidade e racismo. Além disso, garantiu que a grande maioria dos americanos, "mesmo que não saibam", estão de acordo com o lema eleitoral que adotou: "Lei e ordem".

 

Medida limitada

Segundo analistas, o impacto da medida é limitado, já que não há qualquer obrigação que departamentos locais de polícia adotem medidas de menor uso de força. Trump, no entanto, se comprometeu a trabalhar com o Congresso por medidas mais firmes de reforma.

 

O decreto assinado hoje também busca fortalecer uma base de dados nacional, para que os agentes despedidos por negligência ou conduta inapropriada em uma cidade, não se incorporem facilmente no departamento de outra.

 

A assinatura do decreto sobre o uso da força, contudo, não contou com a presença dos familiares de negros mortos, mas sim com vários representantes de órgãos de segurança e de sindicatos de policiais.

 

Trump ainda afirmou que é contra a reivindicação do movimento "Black Lives Matter" (Vidas pretas importam), de que sejam cortados os fundos dos departamentos de polícia.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Após a reabertura dos shoppings, você voltou a frequentar como antes da pandemia?

Parcial

Edição digital

Quinta-feira, 06/08/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 25,60 0,79%

Algodão R$ 94,03 0,03%

Boi a Vista R$ 134,00 0,19%

Soja Disponível R$ 64,80 -0,46%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.