Publicidade

Cuiabá, Quinta-feira 14/11/2019

Polícia - A | + A

secretária era informante 12.08.2019 | 13h43

Funcionários desviam R$ 2 milhões são presos em Cuiabá

Facebook Print google plus

Divulgação/PJC-MT

Divulgação/PJC-MT

Três funcionários, acusados de desviar aproximadamente R$ 2 milhões de um grupo empresarial foram presos em flagrante pela Polícia Civil, na sexta-feira (9), após serem identificados em investigações da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) Cuiabá.

 

Os suspeitos, J.C.F. e R.S.B., funcionários das empresas e R.C.S.S., secretaria pessoal do dono do grupo empresarial, foram autuados em flagrante pelos crimes de estelionato e associação criminosa.

 

Leia também - Jovem é baleado por dupla em motocicleta em rua de Cuiabá

 

As investigações iniciaram quando a Derf foi procurada por representantes do grupo de 7 empresas, que desconfiavam do desvio de dinheiro por parte de alguns funcionários. Em parceria com as informações passadas pelo grupo, foi identificado uma transferência fraudulenta da contra de uma das empresas para o funcionário J.C.F..

 

Segundo as investigações, J.C.F. e R.S.B. eram responsáveis pela folha de pagamento do grupo e induziam os diretores a erro, apresentando planilhas de folha de pagamentos falsas para aprovação. Após aprovados os pagamentos, os suspeitos alteravam a conta-corrente beneficiária de alguns depósitos para a conta deles.

 

A suspeita, R.C.S.S. é ex-funcionária das empresas e atualmente trabalhava como secretaria pessoal do dono de todo grupo. Ela sabia de todo esquema e passava informações para seus comparsas, recebendo quantias em dinheiro, oriundas dos desvios.

 

Com base nas investigações, os policiais da Derf Cuiabá realizar a prisão em flagrante do trio logo após obterem a vantagem ilícita, através de uma transferência para a conta de R.S.B.. Os suspeitos foram detidos em seus locais de trabalho e conduzidos a Derf, onde interrogados confessaram o crime.

 

Segundo o delegado responsável pelas investigações, Eduardo Rizzoto de Carvalho, os primeiros levantamentos apontam que o trio teria desviado aproximadamente R$ 2 milhões do grupo. “A média mensal de desvios era de R$ 50 mil, porém, em dezembro de 2018, aproveitando o período de pagamento de 13º salário, os suspeitos desviaram mais de R$100 mil”, disse o delegado.

 

Diante das evidências, os suspeitos foram autuados em flagrante pelos crimes de estelionato e associação criminosa e apresentados na audiência de custódia da Capital no sábado (10).

 

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Marcinho - 12/08/2019

Do que serve iniciais de nomes,ham? coloque os nomes e fotos...

Maiza de Batista - 12/08/2019

Porque não coloca o nome, se fosse pobre, estava estampado.

2 comentários

1 de 1

Jornal do Meio Dia - JM

Jornal do Meio Dia - JM

GD

GD

Enquete

Você acredita que os descontos da Black Friday são reais?

Parcial

Edição digital

Quinta-feira, 14/11/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 19,75 1,02%

Algodão R$ 95,03 -1,95%

Boi a Vista R$ 134,50 0,40%

Soja Disponível R$ 66,60 0,15%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.