Publicidade

Cuiabá, Sexta-feira 07/08/2020

Política de MT - A | + A

DIA D 01.07.2020 | 09h54

Adiado por problemas de internet, julgamento de Lucimar retorna na 4ª

Facebook Print google plus
Thalyta Amaral e Pablo Rodrigo

redacao@gazetadigital.com.br

Mayke Toscano/Secom

Mayke Toscano/Secom

O julgamento no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que pode cassar o mandato da prefeita de Várzea Grande, Lucimar Campos (DEM), e do vice José Hazama (PRTB), será retomado na quarta-feira (1º) às 13 horas, em Brasília. O julgamento teve inicio na terça-feira (30), mas foi suspenso por problemas de conexão da internet de alguns ministros.

 

Antes do encerramento, o relator do processo, ministro Edson Fachin, votou pela perda do mandato de ambos. O ministro Alexandre de Moraes já havia votado junto com o relator pela cassação. O processo, por excesso de gastos com publicidade em ano eleitoral, se arrasta desde 2016.  

 

Leia também - Nilson Leitão usou propina para fazer turismo em Miami

 

Ainda faltam os votos dos ministros Luís Roberto Barroso, Luis Felipe Salomão, Og Fernandes, Tarcísio Vieira de Carvalho Neto e Sergio Silveira Banhos. Para que a cassação seja restabelecida é necessária apenas a maioria simples, ou seja, 4 dos 7 votos.  

 

O valor gasto no primeiro semestre de 2016, R$ 1,2 milhão, foi superior às despesas com comunicação no mesmo período nos 3 anos anteriores. O argumento do relator é que esse gasto trouxe vantagem à chapa composta por Lucimar Campos e José Hazama na eleição no mesmo.  

 

"Nessa toada, o excesso considerável, em torno de 500%, de gastos com publicidade institucional no primeiro semestre de 2016 no município de Várzea Grande, e a expressividade da votação obtida pelos recorridos denotaram grave quebra da igualdade entre os candidatos que concorreram ao Executivo municipal naquele ano", consta no voto de Edson Fachin.  

 

E que, diferente da decisão em primeira instância, "(...) o vultuoso percentual de votos obtidos pelos recorridos indica, na verdade, que o excesso de gastos com publicidade institucional teve aptidão de impulsionar as candidaturas deles e dar-lhes maior visibilidade, colocando-os em posição favorável na disputa eleitoral, o que indicia quebra da igualdade entre os candidatos".

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Após a reabertura dos shoppings, você voltou a frequentar como antes da pandemia?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 07/08/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 19,85 0,51%

Algodão R$ 93,54 -1,51%

Boi a Vista R$ 128,83 0,18%

Soja Disponível R$ 58,70 -2,00%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.